ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mel de abelha sem ferrão é regulamentado em Santa Catarina


A produção de mel de abelhas sem ferrão tem crescido em Santa Catarina. As abelhas nativas são de fácil manejo e podem ser criadas em áreas rurais e urbanas. A espécie é conhecida por ser polinizadora mais eficiente do que a exótica Apis mellifera (que tem ferrão) para grande parte das plantas cultivadas.

Para apoiar os sistemas produtivos da apicultura e meliponicultura, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento e Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina – Cidasc, regulamentou o mel de abelha sem ferrão através da Portaria nº 37/2020, de 04 de novembro de 2020.

As abelhas sem ferrão são nativas e recebem esse nome por possuírem seu ferrão atrofiado. Além de produzirem um delicioso mel (considerado gourmet), desempenham um papel fundamental como polinizadores, garantindo a sobrevivência de plantas nativas e cultivadas, garantindo a produtividade frutífera do estado.

A apicultura está presente em cerca de 17 mil estabelecimentos agropecuários e em 98% dos municípios de Santa Catarina. Na safra 2019/20, o estado produziu 7,5 mil toneladas de mel, volume acima da média estadual, que é de 6,5 mil toneladas.

De acordo com levantamento feito pela Epagri e Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc), em 2019 aproximadamente 6 mil famílias rurais de Santa Catarina tinham na meliponicultura uma fonte de renda complementar.



Fonte: Cidasc