ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cultivar de pastagem de Lages será comercializado no exterior


A Estação Experimental da Epagri em Lages (EEL) licenciou o cultivar de forrageira Lotus uliginosus SCS313 Serrano para comercialização no exterior.

Diversos países, como Uruguai, Argentina, Nova Zelândia, Austrália, África do Sul, além da Europa receberam o licenciamento da Epagri junto a PGW Sementes Brasil Ltda. Está é a primeira forrageira da Epagri licenciada para o exterior.

O Lotus uliginosus SCS313 Serrano é uma leguminosa perene de clima temperado, indicado para a estação fria. É recomendado para melhoramento de campo nativo e pastagem cultivada.

A tecnologia foi apresentada em outubro no principal evento de pastagens no Uruguai, o Pasturas 2020. Foram necessários cerca de 20 anos de pesquisas para desenvolver o cultivar, a partir de material proveniente da Nova Zelândia denominado Maku.

Processo de seleção escolhe genótipos de baixa exigência em fertilidade e com grande capacidade de produção de sementes.

A PGW Sementes avaliou o cultivar por cinco ano no Uruguai e na Nova Zelândia. E constatou que o SCS313 Serrano é o único capaz de produzir sementes com viabilidade comercial para disponibilizar aos produtores de diversos países.

O cultivar possui características importantes para a pecuária, sendo indicada para solos com risco de erosão e que se propaga com facilidade. Também fixa nitrogênio atmosférico, é tolerante à acidez do solo e ao sombreamento e tem pouco exigência em fósforo.

Não provoca timpanismo, que é um distúrbio por acúmulo anormal de gases no estômago do animal que pode levar à morte, e está adaptado às condições de Santa Catarina.

Conforme o contrato, as sementes deverão ser comercializadas pela licenciada sob sua correta denominação e associada ao uso da marca “Tecnologia Epagri” e da denominação do cultivar SCS, seguindo a identidade visual e requisitos legais disponibilizados pela Epagri.

O contrato estabelece ainda que a PGW Sementes assume o compromisso de disponibilizar sementes no mercado brasileiro, o que deverá ocorrer já a partir do próximo ano.



Fonte: G1