ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Justiça decidirá futuro de Julio Garcia depois de votação do afastamento de Moisés


A Justiça Federal abriu prazo de 15 dias, nesta quarta-feira (30), para que o presidente da Alesc, deputado Julio Garcia, se manifeste sobre as acusações contra ele feitas pelo Ministério Público Federal no âmbito da Operação Alcatraz. O despacho da juíza federal Janaina Cassol Machado vale a partir da intimação, que deve ocorrer nos próximos dias.

O prazo também foi aberto em relação a outros citados no processo. Só depois de receber por escrito o que os envolvidos têm a dizer em sua defesa a juíza decidirá se aceita ou não a denúncia.

A posição da juíza deve fazer com que a decisão só seja conhecida a partir de meados de outubro – possivelmente, depois que o Tribunal de Julgamento já tiver decidido sobre o possível afastamento do governador Carlos Moisés e da vice, Daniela Reinehr.

A entrega do parecer do relator, deputado Kennedy Nunes (PSD), está prevista para o dia 7 de outubro. A votação no Tribunal de Julgamento deve ocorrer 10 dias depois.


Compartilhe esta matéria!

Acesse as notícias do Tílias News no WhatsApp.

Acesse as notícias do Tílias News no Telegram.

Fonte: NSC