ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Criminosos que sequestraram médica em Erechim passaram pelo município de Itá, segundo a Polícia Civil


Erechim – A chefe de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul, Nadine Anflor, falou na manhã desta quinta-feira, dia 22, sobre o caso envolvendo o sequestro da médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni. Ela afirmou que os sequestradores saíram de Erechim com a refém, seguiram rumo a Itá, passando por Chapecó, e finalmente chegaram ao cativeiro em Cantagalo/PR.

Nadine Anflor e Sander Cajal confirmaram que os sequestradores fizeram três contatos com a família e que o pedido de resgate foi de R$ 2 milhões, informação que havia sido negada em nota oficial pelo pai da médica. A delegada afirmou que Tamires foi liberada sem que o valor fosse pago aos sequestradores.

Nadine Anflor afirmou que três pessoas, sendo um vigilante de banco, uma dona de casa e um taxista foram presos por estar diretamente envolvidos no sequestro. Era por volta das 23h30 desta quarta-feira quando o prefeito de Laranjeiras do Sul, que é pai de Tamires, postou em seu facebook uma foto da filha informando que ela havia sido libertada.

A médica foi levada para Laranjeiras do Sul onde um comboio de viaturas policiais foi recepcionado por um grande grupo de pessoas que aguardava em frente a residência onde Berto Silva mora.

Nota da polícia

Sequestro de médica: Conforme as informações foram presos Wilson Roberto Kintof, ex-vigilante de um banco, Wile Huf, conhecido como “Vilão do Táxi” e Sirlene dos Santos Moraes. Os três foram presos pelas equipes do TIGRE e DEIC no momento que foi estourado o cativeiro em Cantagalo, a 30 km de Laranjeiras do Sul, no Paraná, na noite desta quarta-feira (21). Tamires Gemelli da Silva Mignoni, filha do prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, foi sequestrada na manhã da última sexta-feira (16) quando saía de seu consultório na UBS do bairro Aldo Arioli em Erechim/RS.

Imagens mostram momento da chegada da médica Tamires na casa dos pais em Laranjeiras do Sul/PR: 



Fonte: Atual FM