ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Profissionais de asilo são indiciados por negligência no Oeste de SC

Segundo a Polícia Civil, os fatos aconteceram em 2016


Três pessoas foram indiciadas por crimes de negligência contra uma pessoa internada em um asilo, em Pinhalzinho, no Oeste de Santa Catarina. A informação foi divulgada na terça-feira (1), mas de acordo com a Polícia Civil, os crimes teriam acontecido em 2016.

De acordo com a Polícia Civil, na época, um homem, de 40 anos, esteve internado por cinco meses no estabelecimento localizado em Pinhalzinho. A vítima sofria de depressão e Doença de Parkinson. 

Ainda segundo as informações divulgadas pela Polícia Civil, os fatos foram evidenciados depois que o homem foi transferido para outro estabelecimento, localizado em Cunha Porã, e a apuração para esclarecer os fatos teve início.

A investigação instaurada pela Polícia demonstrou que ele foi negligenciado pelos profissionais e teve sérias lesões pelo corpo – entre elas, algumas partes em “carne viva”. A vítima faleceu alguns meses depois, e conforme a investigação, a situação de saúde foi agravada após a internação no asilo. Ele apresentava, também, subnutrição. 

A perícia apontou que as feridas foram provocadas por falta de cuidados básicos e provavelmente imperícia dos profissionais de saúde responsáveis. Ainda segundo a apuração policial, depois que ele foi transferido para Cunha Porã, a situação dele começou a melhorar.

O responsável pelo asilo, a enfermeira que cuidava do paciente e o médico responsável foram indiciados. Mais detalhes sobre a identidade dos indiciados e o estabelecimento não foram divulgados.



Fonte: ClicRDC