ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia acredita que assassina da grávida de Canelina abordou outras gestantes


Canelinha – A Polícia Civil acredita que a assassina de Flavia Godinho Mafra abordou outras grávidas antes de cometer o crime. A mulher que estava grávida de 36 semana foi morta com tijoladas na cabeça e um corte profundo na barriga. A criminosa retirou o bebê do ventre da vítima.

A assassina enviou mensagens por redes sociais para outras grávidas com o pretexto de conhecer quando e onde elas teriam o bebê. Prints de conversas foram divulgados e neles é possível ver que a mulher se aproxima perguntando quando nascerá a criança. Depois de perguntar a data de nascimento, ela ainda questiona onde a mulher morava. Uma das abordagens ocorreu em 27 de julho.


Fonte: Michel Teixeira