ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aulas presenciais em SC devem voltar em etapas a partir de 13 de outubro

O documento será encaminhando aos municípios em setembro


O plano estadual de contingência para a retomada das aulas presenciais em Santa Catarina foi apresentado em mais uma reunião do comitê com 15 entidades que discute a educação no estado durante a pandemia do novo coronavírus. O documento será encaminhando aos municípios em setembro para ser usado como referência na elaboração também de regras municipais de retorno às salas de aula – veja abaixo como será a retomada nas principais cidades.

A volta está prevista para a partir de 13 de outubro no estado em etapas, mas depende das condições sanitárias até lá. Enquanto isso, os alunos seguem fazendo atividades online ou impressas. Há alguns que não acessaram nenhum material e o Estado e municípios realizam busca ativa pelas famílias.

O Estado vai capacitar e treinar os gestores escolares para que elaborem planos específicos de cada unidade escolar, segundo o documento apresentado ao comitê de retomada na última sexta (28).

“Precisamos ter segurança para os alunos, aos professores, a todos os profissionais que participam do processo de educação. Essa é uma das premissas”‘disse o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

O plano traz cinco cadernos de diretrizes apresentados pelo comitê em julho, que incluem as medidas sanitárias, pedagógicas, gestão de pessoas, transporte escolar e alimentação escolar a serem adotadas.

Agora, mais três pontos foram acrescentados ao plano de contingência: diretrizes para comunicação e informação, capacitação e treinamentos e finanças. As regras, elaboradas com participação da Defesa Civil, serão referência para que cada rede de educação elabore seu protocolo próprio.


Retorno em etapas

As aulas foram suspensas em 19 de março e seguem assim pelo menos até 12 de outubro na rede estadual de educação, nas redes municipais e também em escolas privadas. Só na rede estadual, são mais de 500 mil estudantes afetados com a pandemia.

O retorno está condicionado à situação sanitária de Santa Catarina no fim de setembro. Isso porque a retomada será anunciada com ao menos duas semanas de antecedência.

Segundo a Secretaria de Saúde, para a aula voltar, nem a situação de risco moderado por causa da Covid-19 pode está em vigência. 

Quando acontecer, o retorno deve ser escalonado. Os estudantes do ensino médio voltam primeiro e depois os demais. Os alunos que tiveram dificuldades de acessar os materiais virtuais e impressos também terão prioridade na volta. Crianças da educação infantil devem ser as últimas a retornarem.

Grupos de trabalho municipais foram criados para discutir os detalhes e especificidades das unidades de ensino para o retorno. Em Joinville, por exemplo, a prefeitura divulgou que 30% dos alunos devem retornar primeiro em cada turma, com duas horas de aulas por período. Os alunos devem retornar semanalmente até chegar o total de 24,5 mil estudantes.

Além da retomada presencial para outubro, o comitê estadual também está preparando um plano de reforço escolar para o ano que vem. Haverá turmas aos alunos do 2º, 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio interessados em reforçarem os conteúdos de 2020 no contra turno de 2021.



Fonte: G1