ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ACCS quer embargar Unidade de Acolhimento de Animais da Prefeitura de Concórdia alegando preocupação com questões sanitárias


O presidente da Associação Catarinense dos Criadores de Suínos – ACCS, Losivânio de Lorenzi confirmou em entrevista a Rádio Rural/96 nesta manhã de terça-feira (18) estar preocupado com o anúncio de que a construção da Unidade de Acolhimento de Animais pode começar nesta semana. Não por esse fato, mas sim, porque ela será construída na divisa com a Central de Difusão Genética da ACCS. De Lorenzi afirma que não descarta o embargo da obra. “Nós vamos tentar embargar a obra, pois buscamos levar para o bom senso, diálogo, mas não conseguimos e temos que procurar outros caminhos, pois não podemos levar prejuízo aos nossos produtores. A construção está muito próxima”, comentou.

Losivânio alega que o canil não deveria ser construído ali, por causa do risco sanitário. Ele disse que ficou sabendo da construção do canil pela imprensa. “Primeiramente quero dizer que sou favorável a preocupação com os animais que hoje estão nas ruas, pelo bem estar deles e até pelo risco de zoonoses. Só que a nossa unidade é a primeira no Brasil que foi construída. É uma tecnologia de ponta e hoje construindo um canil ao lado pode trazer um prejuízo aos nossos produtores”, lamenta.

De Lorenzi afirma que conversou com o prefeito Rogério Pacheco, mas não teve uma resposta positiva. “Procurei o prefeito que me informou que não teria mais nada o que fazer, pois foi uma determinação judicial e a licitação e ordem de serviço já foram lançadas. As demais administrações haviam nos informaram que naquele local não seria construída mais nada”, comentou.

O presidente da ACCS, confirma que a central comercializa sêmen para SC, PR e RS. Segundo ele, são produzidas de 19 a 22 mil doses por mês, que representa certa de 100 mil leitões a mais todo mês no campo. “A nossa central foi construída e foi investido R$ 4,5 milhões de reais, dinheiro oriundo da associação, sem verba pública, sem falar que divulgamos o município para todo o país”, finaliza.

A Associação Catarinense de Criadores de Suínos inaugurou a Central de Coleta e Difusão Genética em 2016. Na época, a central passou a alojar 136 machos.

A ACCS construiu a primeira Central de Sêmen do país, em 1976, ampliando a qualidade dos suínos produzidos no Estado e tornando Santa Catarina como referência mundial na produção da proteína. Uma cooperativa assumiu os trabalhos da estrutura, em 1999. Após 14 anos, A ACCS retomou as atividades na Central, mas de forma terceirizada. Em 2014, reassumiu a estrutura de forma integral.


Construção da Unidade de Acolhimento

Conforme matéria publicada no Portal da Rádio Rural nesta segunda-feira (17), a prefeitura de Concórdia informou que a construção da Unidade de Acolhimento Provisório de Animais (UAPA) deve iniciar nesta semana. A estrutura será construída na Rua José Rigo, em Fragosos. O local mudou da ideia original, que era a rua Gregório Bressan, próximo à Universidade do Contestado.

A empresa vencedora do processo licitatório é a SRV Projetos e Construções LTDA. O anúncio ocorreu ainda em julho. Depois disso, ocorreram os prazos recursais do processo. Superada esta etapa, a prefeitura e a empresa realizaram a assinatura da ordem de serviço, que ocorreu na última sexta-feira, dia 14. Após isso, a SRV tem três dias para iniciar a obra. A estrutura terá um custo de 1.444.971,11 – menor valor apresentado pela vencedora do certame.

A Unidade de Acolhimento Provisório de Animais abrigará temporariamente os animais e a intenção é atender a demanda represada das entidades que atualmente recolhem os pets enquanto procuram uma adoção responsável. O centro terá capacidade suficiente para cuidado e tratamento dos animais apreendidos ou abandonados na cidade, com espaço para alimentação e saúde.







Fonte: Assessoria de Imprensa