ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Treze Tílias – Tratamento de pacientes com Covid-19 segue métodos que tem comprovação científica


A informação é da médica Franciele De Carli, que atua na secretaria de saúde de Treze Tílias. Segundo ela, existem muitos questionamentos por parte da comunidade com relação aos tratamentos ou mesmo à prevenção a Covid-19.

 Franciele esclarece que o receituário médico é sempre feito com base no sintoma e no histórico clínico do paciente, mesmo assim, ele segue protocolos do Ministério da Saúde e métodos que são comprovados cientificamente.

 As principais dúvidas são a respeito de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina, e ivermectina.

 A médica pontua que em Treze Tílias, felizmente os pacientes estão tendo uma boa recuperação e não houve registro de casos graves. Para o tratamento são utilizados remédios sintomáticos para dor e febre, como por exemplo dipirona e paracetamol.

 Nos casos em que há dor de garganta e febre, também tem sido recomendada a azitromicina. O Tamiflu, conhecido já do tratamento contra gripes e resfriados também está entre os medicamentos receitados. Mas tudo isso é feito individualmente, de médico para paciente, reitera a médica.

 Franciele reitera que as pessoas não devem ir às farmácias para solicitar remédio sem a recomendação médica, porque todo tipo de medicamento tem efeito colateral.

 Sobre a ivermectina, a médica explica que ainda não há comprovação científica de que ela combata o coronavírus. O que foi identificado é que ela tem uma atividade contra vírus, mas isso ocorreu em nível celular em laboratório e não é comprovado em seres humanos com trilhões de células. A quantidade do remédio para que fosse equiparada ao teste seria tóxica ao organismo.

 A Ivermectina é usada contra vermes e por isso pode ser ingerido uma vez por ano. Mesmo assim, é fundamental a recomendação médica.

 Franciele pontua que já foram identificadas pessoas com intoxicações por uso abusivo de medicamentos que não tem comprovação científica contra o coronavírus.

 Até o momento, reitera ela, a melhor medida de prevenção é o uso da máscara, e o distanciamento social. A ingestão de substâncias como própolis, vitamina D, chás podem auxiliar na imunidade, mas não há comprovação científica contra o Coronavírus.

 Franciele reitera que para manter a imunidade é fundamental fazer atividade física, manter uma alimentação saudável, e ingerir bastante líquido, e isso é importante para a saúde em geral. Sobre a Covid-19 ainda tudo ainda é muito recente para fazer afirmações.





Fonte: Rádio Tropical FM