ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Número de casos de coronavírus em PMs e bombeiros de SC aumenta mais de 100% em duas semanas


O número de casos confirmados de coronavírus em policiais e bombeiros militares de Santa Catarina aumentou mais de 100% em duas semanas, divulgou a Associação de Praças do Estado (Aprasc) na sexta-feira (11). Até quarta (8), havia 117 PMs confirmados com o vírus. No caso dos bombeiros, eram 54 confirmados até terça (7), sendo 38 em militares, 14 em bombeiros comunitários e dois em estagiários.

Segundo os números divulgados pela Aprasc, na quarta havia também 114 casos suspeitos de coronavírus entre policiais militares e 73 estavam recuperados. Na comparação com o boletim de 22 de junho, eram 47 casos confirmados na PM, 47 suspeitos e 28 recuperados. Esses números abrangem praças e oficiais. Há casos em todas as regiões catarinenses, tanto na parte operacional como na diretoria.

Em relação aos bombeiros, na terça havia 33 suspeitos, um deles um bombeiro comunitário; e 25 recuperados, sendo quatro bombeiros comunitários, dois estagiários e o restante, militares. Em comparação com relatório de 23 de junho, eram 20 casos confirmados, incluindo dois estagiários; três suspeitos, sendo um estagiário; e nove recuperados.

De acordo com a Aprasc, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do estado informaram à associação que todos os casos suspeitos e confirmados foram afastados do trabalho. Por meio de nota, a assessoria do Corpo de Bombeiros informou que acompanha todos os casos de Covid-19 na corporação, além dos casos suspeitos, em cada Batalhão e de todos os profissionais, sejam eles bombeiros militares, comunitários, funcionários civis ou estagiários. O G1 aguardava manifestações da PM até a publicação desta notícia.

A Aprasc afirmou que o presidente da associação esteve nesta semana em batalhões para verificar a condição de trabalho dos militares durante a pandemia. No interior do estado, esse acompanhamento é feito por diretores regionais. O boletim mais recente do governo do estado, divulgado na noite de sexta, apontou que Santa Catarina tem 40.106 mil casos confirmados de coronavírus, com 459 mortes.


Cuidados e o controle de transmissão no Corpo de Bombeiros

Desde o início da pandemia, para garantir a segurança dos profissionais e da população, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), adotou medidas de controle e de prevenção aos casos do novo coronavírus. O atendimento administrativo ao público externo foi restringido e em alguns casos feito com agendamento, de acordo com as normas de segurança, para evitar as aglomerações nos quartéis.

Também foram afastados os profissionais que pertencem ao grupo de risco, para trabalho remoto. A corporação adotou normativas internas e regras de assepsia na entrada e permanência nos serviços presenciais nos quartéis, bem como está vedada a estadia de profissionais que não estejam em serviço.

Segundo a corporação, em todos os quartéis foram providenciados álcool em gel; controle de limpeza e higienização constantes de dependências e superfícies tocados com frequência; ventilação das unidades; medidas de conscientização e fiscalização.

Além disso, são feitos testes a partir de uma triagem que engloba os bombeiros militares e colaboradores sintomáticos. As medidas adotadas seguem como parâmetro os protocolos das Secretarias de Estado da Saúde (SES) e Administração (SEA).





Fonte: G1