ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Julho Verde: Fonoaudióloga explica importância da prevenção do câncer de cabeça e pescoço

Campanha acontece através de divulgação nas redes sociais


O Palácio do Planalto recebe a iluminação verde no mês de julho, em alusão à Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço Foto: Reprodução/Agência Senado

Durante todo o mês, a Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG Brasil) promove a campanha Julho Verde, para estimular a prevenção do câncer de cabeça e pescoço. Em 2020, as ações têm o apoio da Sociedade de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP). Neste ano, a campanha tem o lema de “Seu Corpo é sua vida. Não o destrua!” e acontece através de divulgações nas redes sociais. A fonoaudióloga de Chapecó, Luciara Giacobe, falou ao ClicRDC sobre a importância de falar sobre o assunto.

“A campanha tem como principal objetivo informar e conscientizar a população sobre os tumores de cabeça e pescoço. Esses tipos de tumores, quando diagnosticados precocemente, têm altas chances de cura”, explica Luciara. 

De acordo com a fonoaudióloga, é importante que a população fique atenta aos seguintes sintomas: feridas na boca que não cicatrizam, dificuldade ao respirar, dor ao deglutir e voz rouca que persista por mais de quinze dias. Ela orienta que, ao enfrentar algum destes sintomas, a população deve procurar um médico. 

Segundo a ACBG, Os tumores de cabeça e pescoço são o terceiro em incidência entre os homens brasileiros. A expectativa é que, em 2020, os diagnósticos de novos casos representem 7,9% do total estimado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA). Segundo o presidente da SBCCP, Antonio José Gonçalves, a doença deve atingir de 35 a 40 mil pessoas em 2020.

Durante todo o mês de julho, conforme informou a Agência Senado, o Palácio do Congresso Nacional recebe iluminação verde  em alusão ao Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço – 27 de julho. A ideia partiu do Instituto Oncoguia, uma organização não governamental que ajuda pacientes com câncer a viver melhor por meio de projetos de saúde e apoio e orientação.


Confira as orientações da fonoaudióloga Luciara Giacobe:






Fonte: ClicRDC