ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Diocese de Joaçaba retoma celebrações de missas em julho


Esta semana o bispo diocesano Dom Frei Mário Marquez anunciou a retomada das Celebrações de Santas Missas com a presença de público a partir do dia 04 de Julho (Sábado). A decisão vale para as 25 paróquias e mais de 626 comunidades que compõem a área de jurisdição da Diocese de Joaçaba.

Segundo o Decreto Diocesano disponível em www.diocesedejoacaba.com.br, Dom Mário afirma que há mais de noventa dias a Diocese de Joaçaba cumpre o isolamento social.  “Desde o dia 17 de março, estamos vivendo uma experiência de isolamento social em face da pandemia do Coronavírus. Seguindo as orientações dos órgãos competentes paralisamos as atividades presenciais, restringindo a presença dos fiéis nas celebrações eucarísticas e atividades pastorais. Iniciou-se nosso isolamento social e para nós cristãos um tipo de exílio, fazendo com que ao longo desses meses nos faltasse à centralidade da nossa vida cristã: a Eucaristia”.

O bispo diocesano reforçou em seu decreto que a pandemia ainda não passou e a manutenção dos cuidados é fundamental para a preservação da vida. “A pandemia ainda não passou. Contudo, neste momento, conforme as orientações dos órgãos civis, entendemos ser possível esta abertura, levando em consideração as restrições previstas para as celebrações presenciais das Missas”, explicou. Dom Mário informou ainda que a decisão pela reabertura acontece após uma consulta com todos os padres e administradores paroquiais, bem como com as dioceses circunvizinhas.

Neste sentido, para a retomada das celebrações das Missas, a Diocese de Joaçaba determina:


  • Todos devem seguir as normas de prevenção e higienização. É fundamental manter o distanciamento social, utilizar apenas 30 % da capacidade do espaço e seguir as demais orientações sanitárias do estado e do município;
  • Importante higienizar as mãos ao entrar e ao sair da Igreja;
  • É necessário usar máscara durante todo o tempo que permanecer na Igreja;
  • Aqueles que pertencem a grupos de risco e os que apresentam sintomas de gripe não devem participar de celebrações presenciais, inclusive ministros extraordinários da Eucaristia, e sacerdotes;
  • Orienta-se que as pessoas em situação de risco, ou acima se 60 anos acompanhem as celebrações pelos meios de comunicação, em seus lares.
  • Cultos dominicais realizados, tradicionalmente pelos Ministros Extraordinários da Eucaristia, permanecem suspensos;
  • As missas nas comunidades poderão ser celebradas regularmente, conforme as orientações previstas;
  • Como anteriormente informado, eventos, festas, formações, catequese, grupo de oração, encontros de movimentos e pastorais continuam suspensos por tempo indeterminado;
  • As missas continuem sendo transmitidas pelas rádios ou de maneira on-line para que as pessoas do grupo de risco possam acompanhar e realizar sua comunhão espiritual.





Fonte: Rádio Catarinense