ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Duplicação da BR-116 em pauta


Em preparação à reunião com a Autopista Planalto Sul, agendada para hoje (14), em Ponte Alta do Norte, quando os prefeitos dos municípios de PAN, São Cristóvão do Sul e Santa Cecília se reúnem para apresentar prioridades dos seus respectivos municípios em relação ao projeto de duplicação da Rodovia BR 116, a prefeita Sisi Blind reuniu, no final da tarde de ontem (13), na Câmara de Vereadores, pessoas interessadas para a apresentação do desenho do projeto proposto pela Autopista.

Segundo o  projeto, ao todo, 78 quilômetros de extensão da rodovia serão contemplados com a obra de duplicação (Mafra a Capão Alto), sendo o município de SCS com nove quilômetros, que inicia no KM 177 e estende-se ao KM 186, englobando toda a área urbana da cidade, entre o Meu Postinho e o Monte Alegre.

O encontro contou com a participação dos vereadores Flavio Goetten (Faustão), Janete Grobe Bott, Valdeci Oliveira de Liz (Lito) e Marcelo Guidini; além de moradores lindeiros à rodovia e/ou proprietários de estabelecimentos comerciais, como o empresário Jaime Cesca.

De acordo com a prefeita Sisi Blind, o projeto, segundo justificativa da empresa, foi elaborado priorizando a segurança dos usuários da rodovia e, por isso, a importância em chamar a todos para que saibam o que está sendo proposto e como será realizado. “É importante que a população saiba o que está acontecendo porque é uma obra de futuro, sendo que a concessão se estende até 2030 e, até lá, a empresa tem o poder de dizer o que vai fazer, como o fechamento de acessos. Mas temos o direito de opinar e, por isso, conseguimos o desenho do projeto de toda a extensão a ser duplicada e a tarefa é elencar o que para SCS é prioridade, dentro dos 9 km que estão sendo incluídos. Cada município precisa fazer isso”, justificou.

Conforme Sisi, é importante esclarecer que o atual projeto não atinge as áreas de moradores e, se aprovado, será uma obra a longo prazo que, pelo que se tem conhecimento, não tem uma data certa para acontecer, tampouco recurso financeiro para a execução. “É uma obra que pode ser custeada pela própria concessionária com inclusão de taxas nos valores de pedágio”, explicou.

A prefeita esclareceu que o projeto ainda não está aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, mas que já está com data marcada para apresentação junto à agencia, no dia 6 de fevereiro.


Segundo Sisi, a questão relativa à rodovia é um tema que está em pauta desde 2013, mas é pensando no futuro que as mudanças estão sendo idealizadas. “Fiz questão de ouvir as pessoas porque é algo que terá impacto direto na vida de todos. Amanhã, já vou levar os questionamentos e as prioridades que hoje foram apontadas, destacando o consenso de priorizar a execução do projeto no trecho entre o KM 177 e 181, contemplando os bairros Meu Postinho e Centro”, concluiu.



Fonte: A Semana

Nenhum comentário