Notícias Gerais

Projeto Recuperar avança com manutenção de rodovias no Meio-Oeste e Norte de SC

Cerca de 600 quilômetros de estradas já foram mapeados e devem receber intervenção em breve

Lançado neste ano pelo governo de Santa Catarina, o Projeto Recuperar avança com o início dos trabalhos de recuperação das estradas estaduais por meio do modelo de parceria com consórcios interfederativos. Desde o fim de novembro, trabalhadores contratados pelo Cincatarina realizam operações de recuperação asfáltica no Norte e Meio-Oeste do estado, em rodovias como a SC-415, em São Francisco do Sul, SC-350, em Caçador e Águas Mornas, e SC-120, em Lebon Régis.


O Cincatarina ainda deverá iniciar os trabalhos até a próxima semana na SC-284, em Campos Novos, e na SC-390, em Zortéa, com recuperação asfáltica, limpeza de sarjeta e roçada. Na SC-390, em Celso Ramos, está autorizada a manutenção emergencial da rodovia não pavimentada.

Manutenção de rodovia por meio do Projeto Recuperar na SC-415
(Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom)

No total, cerca de 600 quilômetros de estradas já foram mapeados pelo consórcio e devem receber intervenção em breve. É o caso das SCs 416 (Itapoá), 417 (Garuva/Itapoá), 452 (Monte Carlo/Fraiburgo), 452 (Abdon Batista/Anita Garibaldi), 452 (Vargem/Abdon Batista), 355 (Lebon Régis/Fraiburgo), 355 (Fraiburgo/Videira), 284 (Campos Novos), 135 (Celso Ramos), 135 (Caçador/Matos Costa), 135 (Matos Costa/Porto União), 390 (Zortéa), 390 (BR-470 a Brunópolis), 390 (Celso Ramos/Anita Garibaldi), 155 (Xanxerê/Xavantina) e 455 (Macieira).

Como funciona o projeto

O Projeto Recuperar é um modelo de cooperação inovador e mais econômico para a manutenção de rodovias estaduais por meio da parceria com consórcios interfederativos. O governo do estado repassa os recursos para a execução dos trabalhos e as associações de municípios ligadas aos consórcios apontam os trechos e serviços prioritários.

De acordo com o Cincatarina, já nos primeiros editais para execução do projeto foi possível alcançar uma economia de cerca de 32% no valor estimado para os serviços. Os investimentos também são maiores. A partir do ano que vem, a previsão é que o projeto receba R$ 120 milhões por ano, o que representa um crescimento de 124% em relação aos R$ 53,5 milhões aplicados em 2018.


Grande parte do Estado já aderiu ao Recuperar. Atualmente, nove consórcios integram a iniciativa, abrangendo 15 associações de municípios. A parceria alcança cerca de quatro mil quilômetros de malha rodoviária estadual — Santa Catarina tem seis mil quilômetros de estradas estaduais.


Fonte: Oeste Mais

Nenhum comentário