Notícias Gerais

Vídeo e Fotos – Barco preso nas Cataratas do Niágara se move depois de 101 anos

Embarcação estava presa às rochas desde 1918, mas foi arrastada por conta de ventos fortes e chuvas na noite de Halloween

Barco de ferro se move 50 metros em Niágara Foto: AFP


Ventos fortes e chuva intensa na noite de Halloween, na quinta-feira (31/10/2019), fizeram um barco se mover a uma longa distância pela primeira vez depois de um século, nas Cataratas do Niágara, na fronteira entre Nova York (EUA) e a província canadense de Ontário. Segundo a Comissão de Parques do Niágara, a barcaça estava ancorada desde 1918, após um naufrágio e o resgate heroico de dois tripulantes.

Agora, o navio se aproximou mais das cataratas do lado canadense. Em um vídeo, produzido pela comissão na sexta-feira (01/11/2019), o oficial Jim Hill disse que agora a embarcação aparentemente não se move, mas segue em um movimento giratório por conta da correnteza.

O navio “Iron Scow” (ferro velho) é parte da história das famosas cachoeiras. Sua história remonta agosto de 1918, quando a embarcação era puxada por um rebocador, no Rio Niágara, momento em que um cabo cedeu.

A correnteza brutal o arrastou em direção às cataratas, com dois tripulantes a bordo, que só puderam ser retirados de lá um dia depois, após uma noite de terror. A (imensa) sorte foi o fato de o navio ter ficado encalhado nas rochas acima das cachoeiras.


Resgate impressionante


O resgate de James Harris e Gustav Lofberg foi considerado um dos esforços mais dramáticos da história do rio Niágara. De barco seria impossível chegar até eles, havendo o risco de mais naufrágios na região rochosa. Em vez disso, boias e cordas foram lançadas com a ajuda de policiais, bombeiros e trabalhadores. Um veterano da Primeira Guerra Mundial, chamado William “Red” Hill , foi vital para retirar os dois com vida. A remoção do Iron Scow, no entanto, seria uma tarefa suicida, por isso, o barco ficou lá. Com o passar dos anos, se tornou ponto turístico.

Em uma publicação no Twitter, a administração do parque afirma que a mítica embarcação deve ficar presa no novo local, na borda de Horseshoe Falls, a maior das três quedas e a cerca de 45 metros do local anterior, por um tempo que não se pode precisar. Ele pode permanecer fixo, mas, em caso de novas tempestades e ventanias, há grandes chances de que volte a se mover, por conta da estrutura muito deteriorada. A equipe do Niagara Parks seguirá monitorando o barco.









Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário