Notícias Gerais

Jovem de SC concilia estudos para Enem com emprego, trabalho voluntário e exercício físico

'Meus horários foram todos programados no início do dia', diz Sabrina de Almeida. Segundo dia de provas é neste domingo (8).

Sabrina de Almeida em frente à mesa de estudos dela, cheia de livros — Foto: Sabrina de Almeida/Arquivo pessoal


A rotina foi importante para a catarinense Sabrina Scarsi de Almeida, de 25 anos. Ela precisou conciliar os estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com o emprego, exercício físico e trabalho voluntário. "Meus horários foram todos programados no início do dia", disse. Neste domingo (8), foi o segundo dia de provas do Enem, ela fez o exame em São José, na Grande Florianópolis.


Sabrina quer estudar ciências biológicas na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Além do vestibular da instituição, para ela é importante ir bem no Enem para poder concorrer a uma vaga pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

"Para o Enem, um dia por semana eu estudei uma matéria. Segunda, português; terça, matemática; quarta; biologia. Fiz algumas redações e enviei para amigos corrigirem", contou. Ela estudou entre duas horas e meia e três horas por dia para o Enem.

Às segundas-feiras, à tarde ela se dedicou ao trabalho voluntário no Projeto Além dos Olhos. Ela é vice-presidente da entidade. Uma das tarefas é a distribuição de refeições para moradores de rua no Centro de Florianópolis. "Ajudo desde a preparação do alimento, picar o alimento, fazer o arroz, fechar a marmita e a entrega. É uma troca de conhecimento, ajuda a gente a ser pessoas melhores, você aprende a ter mais empatia", relatou. Ela faz esse trabalho há um ano e oito meses.

À noite, é hora de se dedicar aos estudos. Nos demais dias da semana, Sabrina trabalha em uma farmácia. Uma das razões que pela qual ela consegue seguir a rotina é porque todos os locais ficam próximos à casa dela, em São José. Entre 17h e 18h, ela treina crossfit. Depois de tomar banho e comer, dedica-se ao Enem até às 23h.


"Sempre estudei e trabalhei desde o ensino médio. Com 14 anos, comecei a ajudar meu pai na farmácia [dele], sem perder o foco", contou.

Sobre conciliar todas essas atividades, ela dá o conselho: "Realmente é isso, ter uma rotina. Nem sempre você vai estar inspirado, mas se tiver uma rotina e aquilo fizer parte do seu dia a dia, é 80% do caminho andado. A rotina e a organização do seu estudo são essenciais".

Ela estudou sozinha, sem cursinho. "Eu tive dois amigos que me emprestaram todo o material didático que eles usaram para passar na federal de cursinho pré-vestibular. Baseado no que eles me emprestaram, vou escolhendo o dia da matéria e estudo", disse.


Sabrina também se dedica ao Enem usando a internet. "Tem bastante coisa online de graça, vídeo-aulas excelentes sobre qualquer tema, aula boa sobre redação", disse.


Fonte: G1 – SC

Nenhum comentário