Notícias Gerais

Câmara de vereadores de Água Doce aprova projeto aquisição de novo software para os computadores da prefeitura


A câmara de vereadores de Água Doce aprovou na sessão desta segunda-feira, dia 07, Projeto de Lei de autoria do Prefeito Antonio Bissani, que autoriza o poder executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar no valor de R$ 51 mil reais para aquisição de um novo software para os computadores da prefeitura, pois o atual programa, conforme o presidente da câmara, Evandro Zanato, já está obsoleto e precisa de uma troca urgente.

A câmara recebeu projeto de Lei que autoriza o poder executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar, no valor de R$ 890 reais, prevendo a aquisição de celular para a Polícia Militar de Água Doce. O projeto foi baixado pela mesa diretora para as comissões permanentes para estudos.

A câmara recebeu projeto de Lei de autoria do Prefeito Antonio Bissani, autoriza o poder executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar no orçamento vigente no valor de R$ 41.788,00.

O recurso será utilizado pela Secretaria de Saúde, no programa de saúde bucal. O projeto foi baixado nas comissões permanentes.

O legislativo água-docense, recebeu projeto de Lei, que autoriza o poder executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar no orçamento por conta de acesso de arrecadação no valor de R$ 235 mil reais para pagamento de folha de pagamento aos servidores da saúde.

A câmara também recebeu projeto de Lei de autoria do Prefeito Antonio Bissani, que autoriza o poder executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar no valor de R$ 5 milhões de reais, prevendo pavimentação de ruas, por meio de contratação de operação de crédito com a Caixa Econômica Federal.

O Vereador Antonio Barbosa apresentou um pedido de informação. Ele quer saber qual foi o motivo das servidoras públicas municipais, ocupantes do cargo de merendeiras que atuam nas escolas da rede pública municipal, não estão mais recebendo a insalubridade sobre a vencimento.

Barbosa pede se existe legislação vigente que determinou a suspensão do pagamento da insalubridade, e que se encaminhe cópia da norma. O pedido foi lido no expediente na sessão desta segunda-feira.


Fonte: Rádio Tropical FM