Notícias Gerais

Aeroporto de Caçador recebe detector de metais

Adequações estão na reta final para que os voos comecem a operar em Caçador

O aeroporto Regional Doutor Carlos Alberto da Costa Neves, localizado em Caçador, está na fase final de adequações para receber os voos regulares. No final de setembro, o detector de metais foi instalado. As equipes de operação e segurança receberam capacitação para atuação junto ao equipamento.


O terminal de passageiros, sala de embarque, desembarque, área de check-in e área operacional já estão concluídos. O aeroporto ainda conta com climatizadores e mobiliário para proporcionar conforto para os passageiros. O local poderá atender tanto voos diurnos quanto noturnos, pois conta com infraestrutura visual, operacional e sistema avançado.


O trabalho para a viabilização dos voos está sendo encabeçado pela Prefeitura de Caçador, Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Infraestrutura, deputado Valdir Cobalchini, as prefeituras e entidades de classe de toda a região, FACISC, FIESC, UNIARP e diversos outros parceiros regionais.


Caçador foi o único município de Santa Catarina incluído no Plano Aeroviário Nacional (PAN- 2018) com o investimento na ordem dos R$ 42 milhões. “O PAN é um programa do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, coordenado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) que tem objetivo fomentar o transporte aéreo brasileiro com foco na aviação regional”, destaca o secretário de Governo, Roberto Marton.

Ainda, de acordo com Marton, além de estar em adequação com todos os padrões de segurança que são exigidos pela Legislação Aeroportuária, a Prefeitura contratou a INFRAERO e a INFRACEA. “As empresas estão nos auxiliando nas tramitações e demais documentações exigidas para que os voos comecem a operar em Caçador”, explica.

A INFRAERO foi contratada para fornecer capacitação para a equipe técnica operacional, elaboração do projeto básico nas disciplinas de terraplanagem e drenagem para a faixa de pista e faixa preparada, bem como a implantação do sistema de tarifação.

Já dentro do processo de homologação, a Prefeitura de Caçador contratou a INFRACEA Controle do Espaço Aéreo – Aeroportos e Capacitação para certificação operacional, conforme o regulamento de  Aviação Civil, elaboração do Plano Diretor, Programa de Prevenção do Risco Associado ao Uso de Substâncias Psicoativas (PPSP), submissão de uma Identificação do Perigo da Fauna (IPF), um Programa de Gerenciamento do Risco da Fauna (PGRF), levantamento topográfico e aeródromo e a elaboração de manuais.

O aeroporto possui um amplo espaço, dentro dos padrões exigidos pela ANAC. Conta com estacionamento para até 55 carros, além de área de circulação para ônibus. Entre os equipamentos que permitem a operação e a modernidade do Aeroporto Regional está a Estação Permissionária de Tráfego Aéreo (EPTA), a Estação meteorológica de Superfície (EMS), Radiofarol não direcional (NDB), Precision Approach Path Indicator (PAPI) que é um Sistema de ajudas visuais à navegação aérea, o balizamento que é iluminação da pista,  KF -  Grupo Gerador Autônomo, Farol de Aeródromo, cone de vento iluminado, processo de homologação de RNAV-Area Navigation.

A pista conta com 1.625 metros de comprimento por 30 metros de largura, mas há a possibilidade de ser homologada para 1875m.

Referente aos voos regulares, há a possibilidade de cinco voos por semana, através de uma modalidade chamada Ligações Aéreas Sistemáticas (LAS), homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).


“Os voos serão realizados pela empresa catarinense Santa Fé, com a aeronave Grand Caravan, que é um avião extremamente seguro e utilizado, inclusive, pela aviação do presidente dos EUA”, finaliza o secretário Roberto.


Fonte: Caçador Online