Notícias Gerais

Perfis falsos chamados de Scammers invadem rede social tentando aplicar golpes

Muitas pessoas receberam convites pelo Facebook nesta última semana


Você é daquelas pessoas que recebe convite pelo Facebook de quem não conhece, e nem se quer investiga para saber se não é fake? Scammers são perfis falsos em redes sociais que têm como objetivo seduzir pessoas e aplicar golpes financeiros.

Pois é, você deve ter muito cuidado, pois nessa última semana, várias pessoas receberam vários convites de novas amizades da rede social Facebook de outros países, com muitos nomes estrangeiros, porém, depois que aceitaram sem antes pesquisar, imediatamente o perfil já começa enviar mensagens de afeto, carinho, até a pessoa quem está do outro lado, ficar encantado (a).

Depois de muita conversa vem o golpe de estar apaixonado, ou para você receber ou enviar dinheiro para essa pessoa vir lhe visitar e ficar juntos. Outras, são para pagar a receita federal do país onde uma encomenda em seu nome está retida e você precisa retirar.

Como agem os Scammers

Os golpistas identificam vítimas em potencial em redes sociais por meio da análise de uma série de característica em seu perfil. A primeira delas é boa situação financeira, já que o objetivo principal do golpe é a extorsão. Outros fatores que são prioritários na escolha da vítima é se a pessoa tem meia idade e se está recém-divorciada ou viúva. Muitos golpistas se passam por estrangeiros bem-sucedidos, militares ou viúvos.

A partir disso, é iniciado o contato em que passam a tentar conquistar sua confiança diariamente. Após a aproximação, geralmente, alegam que realizaram o envio de um suposto presente, mas depois fingem que caiu na alfândega e, para liberá-lo, uma pessoa liga pedindo uma quantia em dinheiro.

Grande quantidade de golpes ocorre diariamente. Portanto, fique atento a aproximação de pessoas desconhecidas e desconfie, principalmente, caso ela peça ajuda financeira ou acesso a seus dados pessoais. Caso você perceba que caiu em algum golpe, mude sua senha imediatamente, não só do Facebook, mas também de outras redes sociais e e-mails.

Um alerta importante é não compartilhar fotos íntimas, pois posterior a isso, podem tentar extorquir a vítima para que suas fotos não sejam enviadas para internet.

É importante ficar atento a suas argumentações e analisar a fundo seu perfil social. Por exemplo, se tem contatos que interagem e parecem, de fato, conhecê-lo, se há fotos ou registros de atividades.


Fonte: Rádio Vitória