sexta-feira, 5 de julho de 2019

Serra de SC amanhece com sincelo e sensação térmica de -13ºC nesta sexta-feira


A tão esperada neve ainda não chegou na Serra, mas o amanhecer de sexta-feira foi gelado e, nos pontos mais frios, trouxe aos turistas a paisagem do sincelo — efeito que congela bordas de telhados, postes e árvores. O fenômeno deixou a visão no alto do Morro das Antenas, entre Urupema e Rio Rufino, repleta de paisagens brancas. O local teve a temperatura mais baixa registrada no Estado, com -4,3 ºC no amanhecer. Por volta de 8h, com vento de 48km/h, a sensação térmica era de -13ºC.

O frio e a expectativa para ver o gelo fez com que os turistas chegassem no topo do morro desde às 5h30min e lotassem o local enrolados em cobertas e revezando entre as fotos com a paisagem e minutos dentro do carro em busca de aquecimento.

O casal Rafael Abreu e Mariana Patrício acordou na madrugada e veio direto de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, em busca das belas paisagens de inverno. Decidiram em cima da hora, entraram na Kombi e vieram direto para Urupema. Foi a primeira vez que sentiram tanto frio e viram o gelo se formando.

Casal de Santo Amaro da Imperatriz subiu a serra para ver as paisagens do frio
(Foto: Diorgenes Pandini)

Na cidade vizinha de Urubici os turistas também acordaram cedo e tomaram as praças da cidade fotografando as temperaturas negativas nos termômetros e aguardando pela neve - que ainda pode chegar ao longo do dia, segundo a previsão do tempo. Com a chegada do fim de semana o movimento na região também aumenta a cada hora, com comércios e hotéis preparados para o movimento que será o maior do ano até agora.

Entenda como se forma o sincelo

De acordo com o meteorologista da NSC, Leandro Puchalski, o sincelo é o fenômeno que se forma no frio forte - normalmente com temperaturas negativas - quando um nevoeiro congela ao tocar em obstáculos. Por isso forma partículas de gelo em galhos de árvores, troncos de madeira, paredes, vidros, etc.


Confira as fotos:







Fotos: Diorgenes Pandini

Fonte: NSC
Mais Notícias