quinta-feira, 4 de julho de 2019

Prefeituras são beneficiadas com iluminação LED da Celesc


A Celesc vai substituir até dezembro de 2019, 6 mil luminárias ineficientes por luminárias com tecnologia LED em sete municípios catarinenses, com investimentos de R$ 9,5 milhões do Programa de Eficiência Energética (PEE) Celesc ANEEL e com a contrapartida dos municípios de 16% do valor, em média. A iniciativa faz parte das ações de eficiência energética nos sistemas de iluminação pública (IP), conforme projetos aprovados por meio de chamada pública realizada em 2017.

Ao todo foram apresentados 52 projetos de diversas tipologias, sendo aprovados 11 projetos no valor total de R$ 13,9 milhões. Vários fatores são analisados para a escolha dos projetos a exemplo da qualidade, benefício energético, cálculos corretos e orçamento.

“Anualmente, a Celesc abre um processo de Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética para que nossos consumidores possam apresentam suas demandas e necessidades. Dessa forma, a Celesc pode atuar como multiplicador do uso consciente de energia elétrica em toda sua área de concessão”, explicou o gerente do Departamento de Engenharia e Planejamento do Sistema Elétrico da Celesc, Marco Aurélio Gianesini.

A Prefeitura de Itá está no segundo projeto, sendo que o primeiro já foi executado, contemplando boa parte da cidade. O segundo projeto, que já está em fase de execução, abrange a outra parte. Sendo assim, Itá terá 100% da iluminação pública em LED. “Ter as ruas da nossa cidade mais iluminadas, além de deixar a cidade muito mais bela, proporciona mais segurança aos moradores. São projetos importantes que vem contribuir com a economia de energia e ao mesmo tempo melhorando significativamente a iluminação pública”, comenta o prefeito em exercício, Domingos Rodrigues dos Santos.

Economia

Os projetos de eficiência energética relacionados à iluminação pública visam promover o uso consciente e eficiente de energia elétrica nos sistemas de IP que, conforme prevê a constituição federal, são de competência dos municípios. A economia esperada é de aproximadamente 3.786 MVh/ano, que equivale ao consumo de 1,5 mil residências no ano. “Temos um pouco mais do que 4 mil pontos de iluminação pública e, em breve, já na segunda etapa do processo, teremos todos nossos pontos em LED, proporcionando bem estar, segurança e economia, além de renovar a auto estima da população", disse o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Edésio Justen.

Chamada Pública

O processo visa a participação de qualquer consumidor da Celesc, inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, ou seja, com CNPJ, que deverá apresentar um projeto que vise a redução do consumo de energia e que atenda as regras estabelecidas no Edital de Chamada Pública e definidas pela ANEEL. Para esse ano serão investidos R$ 40 milhões exclusivos para participação dos consumidores no Programa com apresentação de projetos que tragam os melhores resultados do ponto de vista do sistema elétrico nacional, promovendo a transparência do programa.

Cidades que tiveram suas propostas aprovadas e a quantidade de lâmpadas que serão substituídas: Caçador (1.055 lâmpadas), Campos Novos (942 lâmpadas), Fraiburgo (817 lâmpadas), Itá (553 lâmpadas), Modelo (741 lâmpadas), Pomerode (500 lâmpadas) e Santo Amaro da Imperatriz (1.510 lâmpadas).

Fonte: Agência Comunicaz a serviço da Celesc
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil