quarta-feira, 24 de julho de 2019

Padre iomerense Leocir Pessini morre em São Paulo


O padre Leocir Pessini, Superior Geral da Ordem dos Ministros dos Enfermos, faleceu no Hospital São Camilo de Granja Viana/SP, no início da madrugada de hoje.

Conforme o Pároco de Iomerê, André Luiz Giumbelli, Padre Leocir faleceu vítima de câncer, aos 63 anos. Ele vinha há algum tempo se tratando de um câncer que foi descoberto em estágio avançado.

André Luiz explica que o Padre Léo, como era conhecido pela comunidade, tinha um carinho muito grande pela região. Muitas pessoas o conhecem do tempo da infância e adolescência, e outros pelo contato em inúmeras visitas que o religioso fez à região mesmo após assumir postos importantes no mundo.

“Ele retornou diversas vezes à região, sempre valorizando suas origens e contribuindo muito com a comunidade de Iomerê”, complementa o pároco iomerense.

Ele é conhecido mundialmente por seu trabalho e também pelos estudos e publicações relacionados à Bioética. Que é uma nova área da saúde, que trata da defesa da vida a partir de parâmetros éticos.

André Luiz detalha que sua obra como era conhecido, aborda questões ligadas ao nascimento e à morte e a interferência que a tecnologia tem na qualidade de vida.

O velório terá início amanhã, dia 25, às 12h, na Igreja Nossa Senhora do Rosário, de Vila Pompéia/SP. No dia 26, às 9h, será celebrada a Missa de corpo presente.

Trajetória

Pe. Leocir nasceu em 14 de maio de 1955, na cidade de Ibicaré/SC. Ainda na infância, seus pais mudaram-se para a cidade de Arroio Trinta/SC e depois para Iomerê/SC.

Ele ingressou no seminário São Camilo em Iomerê/SC e lá iniciou o noviciado, em 25 de janeiro de 1974. A primeira profissão religiosa na Ordem dos Ministros dos Enfermos foi em 26 de janeiro de 1975.

A profissão perpétua aconteceu em 25 de janeiro de 1978, seguida da ordenação diaconal em 21 de fevereiro de 1980 e a ordenação presbiteral em 23 de outubro de 1980, por Dom Paulo Evaristo Arns.

Pe. Leo é doutor em Bioética e tornou-se um grande referencial dessa área no Brasil. Escreveu inúmeros livros sobre o assunto e ministrou inúmeros cursos no Brasil e em outros países.


Algumas das suas atividades como religioso camiliano:

Diretor do ICAPS – Instituto Camiliano de Pastoral da Saúde;
Capelão do Hospital de Clínicas da Universidade de São Paulo;
Superintendente da União Social Camiliana;
Vice-reitor do Centro Universitário São Camilo;
Conselheiro provincial;


Provincial da Província Camiliana Brasileira por 04 anos e, em 18 de junho de 2014, foi eleito superior geral da Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos) para o mandato de 2014-2020.




Fonte: Rádio Tropical FM  
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil