segunda-feira, 8 de julho de 2019

Moro pede afastamento do cargo por uma semana para cuidar de “assuntos particulares”

Licença autorizada em publicação no Diário Oficial da União (DOU) será entre os dias 15 e 19 de julho



Durante a próxima semana, o ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro deverá ficar afastado do cargo. Moro pediu licença entre os dias 15 e 19 de julho para “tratar de assuntos particulares”, conforme justificado no despacho presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda.

Por meio de assessoria, o Ministério da Justiça e Segurança Pública afirmou em nota que se trata de uma licença não remunerada prevista em lei. “Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Art. 81. Conceder-se-á ao servidor licença, VI – para tratar de interesses particulares)”.

O secretário-executivo, Luiz Pontel, responderá interinamente pelo ministério no período.


A informação sobre a licença de Moro foi divulgada inicialmente pelo jornal O Estado de São Paulo na manhã desta segunda-feira (8).

Fonte: Agência Brasil
Mais Notícias