sábado, 13 de julho de 2019

Após encontrar carta que cruzou oceano em uma garrafa, brasileira recebe visita de autor americano no RS

Garrafa foi deixada no mar pelo californiano em 2005, durante uma viagem à África do Sul. Um ano depois, foi encontrada por uma professora de São José do Norte, na Praia do Mar Grosso, no litoral gaúcho.


Treze anos depois de encontrar uma carta dentro de uma garrafa na beira da praia do Mar Grosso, no litoral gaúcho, uma moradora de São José do Norte finalmente pôde conhecer pessoalmente o americano que assinou o texto.

O pesquisador Jamie Bourdon saiu de San Diego, na Califórnia, desembarcou no Rio Grande do Sul e viajou direto para o Sul do estado. O objetivo era encontrar a professora brasileira com quem se corresponde desde 2006, quando a carta foi aberta.


"'Sandra Moraes?', ele perguntou. E todo mundo me conhece aqui em São José do Norte. Então, não foi difícil", conta a professora Sandra Moraes. "No outro dia de manhã, eu vim procurá-lo e conhecê-lo. Uma pessoa especial", acrescenta a gaúcha.

Garrafa viajou 6 mil km desde a África do Sul até o Sul do Brasil — Foto: Reprodução/RBS TV

"Meu primeiro e último dia aqui em São José do Norte. Por isso é muito importante encontrar a Sandra", justifica Jamie.


Foi durante uma viagem a trabalho no Sul da África, em 2005, que Jamie teve a ideia de lançar a garrafa ao mar, com uma mensagem, na esperança de que um dia alguém a encontrasse. Seis meses depois, ela foi parar nas mãos de Sandra.

Encontro de americano e brasileira ocorreu treze anos depois da descoberta da carta 
— Foto: Reprodução/RBS TV

"Eu estava fazendo uma caminhada na praia do Mar Grosso, em 2006, há 13 anos, quando para minha surpresa encontrei a garrafa. Dentro dela, tinha as mantinhas, um cartão postal, tudo escrito em inglês", lembra a professora Sandra Moraes.

A garrafa saiu da Cidade do Cabo e atravessou o Oceano Atlântico. Percorreu mais de seis mil quilômetros. Na época, foi até notícia no jornal. E a professora Sandra recebeu várias visitas na sua casa para ver o famoso objeto.


Aproximação

Sandra encontrou o objeto durante uma caminhada na praia do Mar Grosso em 2006 
— Foto: Reprodução/RBS TV


Naturalmente, Sandra buscou saber um pouco mais da vida do Jamie. A única pista estava no cartão postal enviado por ele com o seu endereço, na Califórnia. O dólar que veio junto na garrafa, era para pagar o selo da carta de resposta. Foi intencional, mas ela só ficou sabendo desse detalhe agora.

Sandra respondeu o bilhete falando sobre o que tinha acontecido, que era professora e que a praia gaúcha era calma e tranquila. O pesquisador não acreditou quando recebeu a carta da brasileira pelos correios.


  • "São José do Norte? Não sei, não sei. Brasil? De jeito nenhum, não pode ser", recorda Jamie.


Ele retornou dizendo que também tinha sido professor, que ficou surpreso pela chegada do cartão dela e lamentou a perda do Brasil na copa daquele ano. Depois disso, os dois nunca perderam o contato.

Agora, Jamie já se despediu do Brasil, mas deixou um convite para a amiga brasileira: "Sandra, estou ansioso para vê-la em San Diego, para você conhecer as nossas praias também".

Americano Jamie escreveu cartão postal em 2005 durante viagem à África do Sul 
— Foto: Reprodução/RBS TV

Fonte: G1 RS
Mais Notícias