quinta-feira, 4 de julho de 2019

Agricultura alerta para cuidados com a chegada do frio

Um dos setores que pode sofrer prejuízos é a criação de animais


A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu nesta semana um alerta para uma onda de frio que deve chegar ao Estado a partir desta quinta-feira (4), com previsão de temperaturas negativas para o final de semana.  Uma das principais preocupações com a queda brusca das temperaturas é em relação à agricultura, que pode sofrer prejuízos em virtude do frio extremo. Neste sentido, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Agricultura e Meio Ambiente orienta para alguns cuidados a serem tomados durante o período de frio intenso.

Um dos setores que pode sofrer prejuízos é a criação de animais. Na avicultura, os cuidados devem ser principalmente com as aves de até dez dias, período em que passam por adaptação nos locais de criação e podem não resistir às baixas temperaturas em aviários convencionais, ou seja, sem aquecimento artificial. Nas unidades produtoras de leitões, onde os partos ocorrem principalmente no período noturno, também podem ocorrer perdas em virtude da hipotermia.

Em relação ao gado de corte e de leite, a preocupação é referente às pastagens. Em caso de baixas temperatura por um período prolongado e com a ocorrência de geadas, pode ocorrer a queima de vegetação, vindo a prejudicar a alimentação dos animais, bem como a produção. Outra possibilidade é a do congelamento do sistema que fornece água aos locais de criação, com risco de prejuízos e transtornos. A orientação é para que os agricultores mantenham as instalações bem fechadas e verifiquem o funcionamento do sistema de aquecimento com antecedência.


Apesar dos riscos que o frio oferece para a agricultura, as baixas temperaturas são benéficas para a fruticultura, principalmente para o cultivo de uva e das frutas de caroço que entram em dormência nessa época do ano, período fundamental para qualidade dos frutos da próxima safra. O controle de insetos também ocorre nesse período, com a redução natural do número de mosquitos, moscas e pernilongos.

Fonte: Diário Rio do Peixe
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil