terça-feira, 4 de junho de 2019

Operação Alcatraz: Moisés diz que portas do Estado estarão abertas para a investigação

Carlos Moisés respondeu sobre a operação durante etapa da obra da ponte 
Hercílio Luz, na segunda-feira (3) (Foto: Julio Cavalheiro/Secom)

Durante a etapa de transferência de carga da ponte Hercílio Luz, na noite de segunda-feira, o governador Carlos Moisés da Silva comentou sobre a operação Alcatraz, que na última semana cumpriu mandados de busca e apreensão contra agentes públicos e empresários de Santa Catarina envolvidos em uma suposta organização criminosa que desviava recursos dos cofres do Estado. Em pergunta feita pela coluna durante entrevista coletiva, ele disse que os contratos envolvidos na investigação vem sendo revisados desde o começo do ano, antes mesmo da ação da Polícia Federal.

Segundo Moisés, a ordem é para que todas as secretarias abram as portas e facilitem as investigações com dados e arquivos:

— Tudo que agente tenha de dados, de arquivo, que seja feita a entrega para que a verdade dos fatos venha à tona. A gente vai trabalhar para garantir da busca da verdade.
O governador lembrou que a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) já apurava um esquema semelhante na Secretaria de Estado da Administração (SEA), principal órgão atingido pela Alcatraz. Tudo, conforme ele, como o apoio do governo através de informações e documentos.

Ao final da entrevista, Moisés garantiu que mais afastamentos de servidores vão ser feitos caso necessário:

— Aqueles que ainda não foram afastados, que eventualmente venham a ser citados e cautelarmente e administrativamente seja interessante, nós iremos afastar.

Fonte: NSC
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil