Notícias Gerais

399 pessoas são abordadas na operação Insecta da Polícia Ambiental


A operação, foi realizada das 7h da manhã de quarta-feira (19), até a 1h da madrugada de quinta-feira (20), em toda a região de abrangência do 2º Batalhão da Polícia Militar Ambiental.

Conforme o Comandante do 2º Batalhão, Tenente Coronel Adair Alexandre Pimentel, o objetivo da ação foi realizar ações de polícia ostensiva ambiental, preventivas e repressivas, visando coibir a caça ilegal de animais silvestres.

Também foram realizadas atividades de controle populacional do javali nas regiões Oeste, Meio Oeste, Planalto Norte e Serra localizadas no estado de Santa Catarina.

O tenente Pimentel explica que moradores, produtores e alunos de instituições de ensino, das localidades rurais, receberam orientação sobre legislação e educação ambientais.

A ação também permitiu fortalecer a integração das comunidades rurais com a Polícia Militar de Santa Catarina. 

A operação mobilizou 93 policiais militares de 9 unidades da Polícia Militar Ambiental e 37 viaturas. Foram realizadas 45 barreiras, abordados 252 veículos e 399 pessoas. 277 alunos receberam palestras sobre educação ambiental em escolas localizadas em zonas rurais.

Durante a operação foi registrado apenas um boletim de ocorrência, solicitando a limpeza da área de interesse ambiental

O comandante destaca que nos próximos dias os setores de inteligência e planejamento do 2º Batalhão da Polícia Militar Ambiental irão analisar os dados produzidos nesta primeira edição da operação INSECTA, a fim de traçar novas estratégias para as próximas edições. O nome da operação significa Fauna, em latim.








Fotos: PMA

Fonte: Rádio Tropical FM