quinta-feira, 23 de maio de 2019

Gala Gui tem potencial para ser a maçã mais plantada no Brasil

Ela será lançada em julho no Enfrute e reduz três vezes o custo com fungicida.

  
A Epagri desenvolveu uma nova cultivar de macieira que deve ser a mais plantada no Brasil nos próximos anos. A Gala Gui, que se caracteriza por ser um fruto de qualidade, resistente a doenças e com menor custo de produção, será lançada no mês de julho no Encontro Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado (Enfrute), em Fraiburgo.

De acordo com o pesquisador da Estação Experimental de Caçador, Ivan Faoro, a Gala Gui é resultado de sete anos de pesquisa. A nova cultivar é uma mutação do clone de maçã Star Gala, na qual se desenvolveu um fruto de alta qualidade e resistente à principal doença de verão da maçã, a macha foliar de glomerella.

As vantagens deixam o setor produtivo da maçã otimista. No caso da Gala Gui, o custo com fungicidas entre novembro a março é três vezes menor em relação a um pomar tradicional. “Se considerar toda a área plantada de maçãs do tipo Gala em Santa Catarina (7,7mil hectares), são 414 toneladas a menos de fungicidas, uma economia de R$ 26,1 milhões”, revela Faoro.

Plantada de forma experimental em uma propriedade em Fraiburgo, a Gala Gui também surpreendeu pela qualidade do fruto. “Estamos falando de uma maçã com 85% de cobertura vermelha, que é um aspecto muito valorizado em termos comerciais”, enaltece o pesquisador.

Mais de 500 mil mudas já foram encomendadas.

Segundo Faoro, a maçã Gala já é conhecida no mercado e por isso a nova cultivar está tendo demanda acentuada. Mesmo antes do lançamento oficial, grandes produtores já se mostram interessados em investir em novos pomares. “Já temos encomendas que passam de 500 mil mudas. É algo realmente promissor que pode ajudar o setor a recuperar a lucratividade”, afirma.

No Brasil, a participação da cultivar Gala na produção de maçãs é de 56%, bem acima da Fuji (39%) e de outras que juntas representam 6%.

Custo da produção somente com fungicidas entre novembro a março da Gala tradicional

R$ 4,7 mil por hectare

Custo da produção somente com fungicidas entre novembro a março da GALA GUI:

R$ 1,4 mil por hectare

Economia para SC - R$ 26,1 milhões por safra (considerando toda a área plantada de maçã Gala em SC - 7,7 mil hectares.

Impacto ambiental - Menos 414 toneladas de fungicidas

Resultado – Mais rentabilidade ao produtor, menor impacto ambiental e frutos de qualidade e mais saudáveis



Fonte: Caçador Online
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil