sexta-feira, 31 de maio de 2019

Após fortes chuvas, nível do rio Itajaí-Açu ultrapassa os sete metros em Rio do Sul

Defesa Civil segue em alerta em seis municípios catarinenses; abrigos já foram abertos nas áreas mais afetadas

Alagamento no bairro Sangão, em Criciúma, registrado no final de semana – Divulgação/ND

Municípios catarinenses continuam sofrendo, na manhã desta sexta-feira (31),  os efeitos causados pelas fortes chuvas que atingiram o Estado nesta quinta (30). A Defesa Civil segue em alerta e avalia o nível dos principais rios que estão com o nível acima do permitido. A situação é mais preocupante no Alto Vale, em Rio do Sul, onde o nível do rio Itajaí-Açu ultrapassa sete metros na manhã desta sexta.


Em Rio do Sul, quatro abrigos já foram montados e estão à disposição dos moradores. As áreas mais afetadas pelas chuvas registram inundações, mas de forma inicial.

De acordo com o diretor de gestão de desastres da Defesa Civil, Sandro Nunes, o acompanhamento é feito em todas as áreas do Estado, com foco para a região do Rio do Sul e Lontras. “Estamos em observação constante e em comunicação com o município, atentos para a abertura dos abrigos caso seja preciso”, explicou. Ele garantiu ainda que o nível das barragens também é monitorado.


Os volumes de chuva registrados nesta sexta são menores, mas a condição ainda persiste em algumas regiões do Estado nesta sexta. “A chuva deve atingir especialmente o Oeste e o Planalto Norte do Estado, com momentos de abertura ao longo do dia”, declarou Nunes.

A Epagri/Ciram divulgou, na manhã desta quinta-feira (31), um novo boletim de monitoramento hidrológico, atualizado às 7h. Confira as cidades com níveis de chuva mais elevados:

Estado de atenção:

  • Estação Rio Negrinho – Foz do Rio Negrinho: (304 cm de água) com tendência de subida de nível;
  • Estação Taió (554 cm) com tendência de subida de nível;
  • Estação Timbó Novo (403 cm) com tendência de subida de nível;
  • Estação Apiúna Régua Nova (453 cm) com tendência de subida de nível;
  • Estação Blumenau (463cm) com tendência de subida de nível;
  • Estação Brusque (377cm) com tendência de descida de nível.

Estado de alerta:

  • Estação Coronel Passos Maia: (492 cm) com tendência de subida de nível.

Estado de emergência:

  • Estação Rio do Sul com 7,10 m, com tendência de subida de nível. Fonte: Defesa Civil Municipal.
Fonte: ND+
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil