sexta-feira, 22 de março de 2019

Celesc anuncia investimentos para melhoria da rede elétrica de SC

Áreas rurais receberão atenção especial. Investimento é de R$ 1 bilhão.


A Celesc anunciou nesta quinta-feira (21) o investimento R$ 1 bilhão para melhorar a rede elétrica em Santa Catarina. As áreas rurais receberão atenção especial.

Na sede da companhia, em Florianópolis, diretores e até o governador do estado foram ouvir o anúncio. Parte desses recursos, 20%, vem do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Investimentos

A ideia da Celesc é distribuir o investimento em pesquisa, sistema de alta, média e baixa tensão, e energias renováveis. Parte dos recursos também vai para a modernização da rede rural.

"Esse ano nós temos R$ 20 milhões para fazer com que haja a melhoria das redes de monofásicas para trifásicas. Nós vamos disponibilizar na internet todas as cidades e as comunidades daquelas cidades que vão ser contempladas pra isso, para 2019/2020", afirmou o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins.

Com isso, propriedades rurais podem aumentar a capacidade de produção. A Celesc ainda pretende investir em estudos para a melhoraria de todo o sistema elétrico que, segundo o presidente da companhia, está, em parte, defasado.

"O nosso objetivo, além de dar um reforço, evidentemente o reforço são novas linhas, novas subestações, mas revitalizar aquilo que já existe em alguns pontos que nós entendemos que são críticos", afirmou.

O presidente também falou da série de reclamações de cobranças supostamente indevidas feitas pela Celesc no começo do ano na Grande Florianópolis. Ele disse que, a pedido do Ministério Público de Santa Catarina, a companhia está revisando contas para tentar encontrar algum erro, mas já adiantou o que, na opinião dele, ocorreu.

"Quando chegou o verão, teve um verão muito intenso, naturalmente o consumo de energia elétrica aumenta, mesmo que tu não queiras ele vai aumentar", disse.


Ao longo de quase duas horas de apresentação, o presidente da Celesc fez questão de repetir, diversas vezes, a intenção de manter público o controle da companhia.

A Ideia foi reafirmada pelo governador do estado, Carlos Moisés (PSL): "Não pensamos na hipótese de privatização da Celesc porque nós apostamos nessa gestão que nós colocamos hoje de que a empresa vai crescer, vai arrecadar mais e vai dar retorno ".

Fonte: G1 SC
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil