sexta-feira, 1 de março de 2019

ANS suspende venda de 46 planos de saúde de 13 empresas no país

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu suspender temporariamente a venda de 46 planos de saúde de 13 operadoras de todo o país, a partir de 11 de março. A medida — que foi anunciada nesta sexta-feira, dia 1º — tomou por base os resultados trimestrais do programa que monitora o desempenho do setor. As empresas foram penalizadas em função de reclamações de consumidores sobre problemas de cobertura assistencial, prazo de atendimento e rede credenciada.
Juntos, esses planos atendem quase 570 mil beneficiários atualmente. Mas, para quem já é usuário de um deles, o atendimento está garantido, segundo o órgão regulador. A restrição vale apenas para a captação de novos clientes. Para essa suspensão, a ANS considerou dados do quarto trimestre de 2018 (entre 1º de outubro e 31 de dezembro).

Paralelamente à suspensão desses 46 planos, a agência liberou a comercialização de outros sete, vendidos por duas operadoras, que haviam sido suspensos em ciclos de monitoramento anteriores. Esses produtos poderão voltar a ser vendidos a novos clientes também a partir do dia 11 de março.
Reclamações
As queixas dos consumidores são registradas nos canais de atendimento da ANS. A suspensão tem por objetivo proteger os usuários, liberando a comercialização de novos contratos apenas quando as empresas comprovarem ter feito melhorias no atendimento. Somente no quarto trimestre, foram registradas 19.186 reclamações de natureza assistencial. Desse total, 15.821 foram analisadas, pois havia registros em duplicidade.
Ainda de acordo com a ANS, 94% das reclamações foram resolvidas com a participação do órgão regulador.
Como fazer uma queixa
Para registrar uma reclamação, o usuário pode utilizar o Disque ANS (0800-701-9656). Outras opções são a Central de Atendimento ao Consumidor, no portal da agência (www.ans.gov.br), e um dos 12 núcleos localizados em diferentes cidades do Brasil.
Fonte: Rádio Tropical FM
Mais Notícias