Pesquisar em Tílias News

Últimas Notícias

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Treze Tílias: Solicitações da comunidade repercutem na sessão da Câmara de Treze Tílias

A sessão da Câmara de Vereadores de Treze Tílias foi marcada pela discussão de vários assuntos que repercutiram na comunidade nos últimos meses.


 Ao fazer uso da tribuna, o vereador José da Rocha destacou que durante o período de férias visitou muitos moradores trezetilienses que manifestaram suas demandas ao vereador.

 Entre os pedidos está de alguns empresários que continuam pagando Imposto Territorial Rural e que neste ano foi apresentada a cobrança de Imposto Predial e Territorial Urbano, por isso eles pede que sejam averiguadas essas questões.

 O vereador também abordou os transtornos enfrentados pelos moradores da Linha Barraca, com relação a instalação de uma rede de distribuição de água.

 Zeca Rocha comentou sobre uma reunião realizada com os moradores e a administração municipal, com o intuito de resolver o problema, já que houve um investimento significativo no local

 O vereador Leocrides Brandalise, que também participou da reunião com os moradores, explicou que existem vários problemas oriundos da forma com que foi implementada a rede e que mesmo remediados momentaneamente, os transtornos devem ser recorrentes.

 Segundo ele, a obra não pode ser abandonada porque a prefeitura investiu muitos recursos. Agora cabe cobrar dos responsáveis uma solução.

 O vereador Luiz Augusto Perondi Weshenfelder destaca que, de forma geral, as obras deixarão de ter problemas a partir do momento em que a fiscalização for efetivamente realizada pelo responsável técnico, que deve acompanhar os trabalhos e não apenas assinar um papel.

 Exigências de segurança

 José da Rocha também manifestou a preocupação de empresários do município com relação às inúmeras adequações impostas pelos Bombeiros para a emissão do alvará de funcionamento.

 Segundo ele, em apenas um hotel da cidade o atendimento a todas as exigências teria o custo aproximado de R$400 mil.

 Leocrides Brandalise complementou que a mesma preocupação existe com as comunidades do interior, onde muitas vezes as exigências inviabilizam o funcionamento das entidades.

 Ele citou o caso da comunidade de São Roque, que gastou R$40 mil para fazer as adequações exigidas no pavilhão, mas agora não tem a liberação do alvará por conta de um barracão localizado no terreno da comunidade e que é pouco utilizado.

 O vereador Luiz Augusto Perondi Weshenfelder, destaca que os órgãos de fiscalização tanto ambientais, quanto de segurança tem por objetivo cumprir a legislação vigente. No entanto a falta de flexibilização tem inviabilizado muitos empreendimentos e mesmo associações comunitárias.

 Ele reforçou sua plena convicção de que a segurança do cidadão deve vir em primeiro lugar, mas o fator econômico deve ser levado em consideração no sentido de adequação a cada realidade.

 Ainda sobre órgãos de fiscalização, José da Rocha abordou outra preocupação dos hotéis, dessa vez com relação às cobranças do Ecad – órgão responsável pela cobrança de direitos autorais – que está exigindo o pagamento de taxas por cada televisor instalados nos quartos dos hóspedes.

 Essa situação gerou multas significativas, que chegam a R$500 mil.

 A vereadora Dirlei Barbieri Rofner destacou que as cobranças do Ecad causam transtorno e preocupação desde sempre no município.

 Segundo ela, o maior problema é que não existe uma clara prestação de contas de onde é investido esse dinheiro, já que as cobranças são elevadas, mas ninguém sabe exatamente para onde vai o dinheiro.

 José da Rocha comentou ainda sobre a inauguração da iluminação do Campo do Estrela e destacou a atuação do ex-vereador Ademir Concatto na busca dos recursos.

 Ele pediu ainda que a administração municipal verifique o telhado do ponto de ônibus próximo ao mercado Santa Fé, que precisa de reparos.

 Também na sessão da última segunda-feira, o vereador Luiz Augusto Perondi Weshenfelder comentou as constantes quedas de energia elétrica, e lembrou que a gerente da Celesc Silvia Pozzobon esteve no município conversando com o prefeito Mauro Dresch.

 Ele sugeriu que a gerente seja convidada para participar de uma sessão da Câmara de Vereadores, a fim de conversar sobre as medidas adotadas pela Celesc e de que forma a comunidade pode contribuir.

 Dirlei Rofner comentou ainda sobre sua participação no lançamento do Observatório do Turismo Catarinense, e que o ano é de boas expectativas no setor.

 Por fim, o vereador Adriano Feilstrecker destaca a destinação das sobras de economias da Câmara de Vereadores e que o prefeito Mauro Dresch tem destinado para obras em benefício da comunidade, como é o caso dos passeios.

Fonte: Rádio Tropical FM 

Nenhum comentário: