sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Treze Tílias: Pesquisadores da Estação Experimental da Epagri participam do Programa Panorama do Agronegócio

 O gerente da Estação Experimental da Epagri em Videira Vinícius Caliari, e os pesquisadores André Luiz Kulkamp de Souza e Alexandre Carlos Menezes Netto participaram do programa Panorama do Agronegócio desta sexta-feira, para apresentar os trabalhos desenvolvidos.

 Inaugurada no ano de 1936, a estação que completa 83 anos em dezembro, surgiu como instituto de fermentações do Ministério de Agricultura, mais voltado para produção de uvas.

 Conforme Vinicius, no decorrer dos anos, inúmeras variedades de frutas foram pesquisadas na estação. Ele detalha que a primeiras pesquisas com o cultivo da maçã em Santa Catarina foram realizadas em Videira.

 Hoje a estação é referência nacional, e tem sido fonte de informações de pesquisadores de todo o país.

 O destaque da manhã de hoje foram os trabalhos relacionados à vitivinicultura, no entanto, também foram abordadas questões relativas à pesquisa com frutas de caroço, outra linha de intenso trabalho da estação experimental.

 Na vitivinicultura, destacam-se a produção de vinhos finos de altitude e também de espumantes, tendo em vista a ampliação do mercado consumidor, com o crescimento do turismo gastronômico e enoturismo.

 Outro destaque da estação, é a pesquisa na produção de sucos, que também leva em consideração a expansão do mercado consumidor, que aborda uma perspectiva mais saudável no consumo de alimentos.

 Alexandre Carlos Menezes Netto, pesquisador especialista na área fitossanitária explica que uma das grandes preocupações da pesquisa é com relação às pragas, que acabam afetando a produção, e demandando de uma quantidade grande de agrotóxicos.

 O objetivo das pesquisas é desenvolver plantas que sejam mais resistentes às pragas, e demandem cada vez menos desses produtos, que também acabam muitas vezes por assustar o consumidor final.

 André Luiz Kulkamp de Souza, responsável por toda parte de pesquisa no manejo na área da vitivinicultura explica que bons vinhos, se produzem com boas uvas, e para isso existe uma série de fatores a serem analisados.

 Segundo ele, os vinhos finos de altitude são de excelente qualidade, no entanto, a região do alto vale do rio do peixe não é ideal para essas variedades, pelo alto volume de chuva.

 O pesquisador exemplifica que originalmente as variedades de altitude se comportam bem com volumes de 300 a 400 milímetros por ano, enquanto aqui na região choveu o equivalente a isso em menos de um mês. No ano, a média fica acima de 2 mil milímetros de precipitação.

 O campo experimental fica localizado na Vila de Carli, próximo ao Instituto Federal de Santa Catarina. No local estão disponíveis, vinhos, espumantes e sucos produzidos a partir das pesquisas.

Fonte: Rádio Tropical FM
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil