sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Secretaria da Educação planeja avaliação própria de desempenho em SC

A Secretaria de Educação de Santa Catarina apresentou duas novidades para o ano letivo que começa na próxima segunda-feira, 11, e atenderá cerca de 600 mil estudantes no Estado - os números finais de matrículas ainda não estão fechados - em 1.073 escolas. A principal delas é a implantação, ainda de forma experimental apenas em algumas unidades, de uma avaliação escolar própria catarinense.

A nova avaliação será desenvolvida em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação de Santa Catarina (Undime-SC) e com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Um grupo técnico será criado nas próximas semanas para definir as diretrizes do projeto.

A ideia é ter um mapeamento próprio dos indicadores de qualidade, monitorar os programas em desenvolvimento e os resultados para o planejamento de políticas e ações estratégicas voltadas à melhoria da qualidade do ensino. O objetivo é colocar o plano em prática ainda em 2019 com alunos que quiserem participar, em uma amostra reduzida para nos anos seguintes alcançar todas as cidades.

Novidade para agilizar serviços 

Na área administrativa, foi criado um novo cartão para que as escolas possam contratar serviços básicos sem necessidade de licitações e surge para complementar outro existente. Hoje, já há um pagamento do Estado para comprar material de consumo, com investimento de R$ 9 milhões repassados às escolas em duas parcelas.

O segundo cartão também terá o valor pago em duas parcelas, com investimento total de R$ 9 milhões, mas será usado para contratação de serviços sem licitação.

Ainda na infraestrutura, a Secretaria da Educação informou que investiu R$ 68,1 milhões para 2019. São 199 escolas com obras em andamento e 70 projetos de reforma em andamento.

Quase R$ 27 milhões foram repassados às gerências regionais de Educação e unidades de atendimento para custeio de serviços básicos, além de manutenções escolares no primeiro quadrimestre de 2019. Outros R$ 7 milhões foram destinados a 127 escolas da Grande Florianópolis para limpeza e manutenção.

Fonte: Diário Catarinense
Mais Notícias

Previsão do tempo para o Brasil