Pesquisar em Tílias News

Últimas Notícias

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

'Muito chocado', diz pai de jovem de SC que pode estar entre as vítimas de Brumadinho

Agricultor de 51 anos recebeu técnicos do Instituo Geral de Perícias em casa para coleta de material genético. Ele não sabia do paradeiro do filho.

Agricultor Mauricio Schwirkowsky não sabia que filho poderia estar em Brumadinho
Foto: Kleber Pizzamiglio/NSC TV

O agricultor Mauricio Schwirkowsky falou pela última vez com o filho Evandro no Natal. Ele recebeu em casa, em Corupá, no Norte catarinense, técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) para coleta de material genético dele, e foi comunicado que o rapaz pode ter sido uma das vítimas da tragédia de Brumadinho.

Foi o companheiro de Evandro, Edemilson de Jesus Silva, quem acionou as equipes de resgate em Brumadinho. Segundo ele, os dois tinham se mudado para Salvados (BA) havia pouco mais de um mês e que, dias depois, o namorado seguiu para Brumadinho em busca de emprego.

No dia da tragédia, uma hora antes do rompimento da barragem, Evandro confirmou que estava na cidade mineira, perto de uma pousada e de uma linha de trem, e que iria buscar água.


"Eu estou muito chocado. Estou com 51 anos e estou acabado", disse o pai. Segundo o agricultor, para a família, Evandro estava em Florianópolis com o companheiro dele. "Ninguém ia pensar isso. Nunca ia descobrir", completa.

O pai ainda conta que Evandro chegou a morar com ele em casa recentemente, onde trabalharam na colheita de uma plantação de banana. Entretanto, o filho não "ficava tempo no lugar".


"Ele sempre falava que o destino era Minas Gerais", conta o pai. Disse ainda que não sabia exatamente o porquê o filho teria ido para Brumadinho e que não conseguiu mais contato telefônico com ele.

O pai relata ter esperança de que tenha ocorrido um engano. "Eu tenho quase certeza que não é ele. Mas chegaram aqui e disseram: 99% de chance de ser ele", conta.

Coleta de material

O Instituto Geral de Perícias (IGP) informou que foi acionado pela Polícia Técnico-Científica de Minas Gerais para coletar material genético de familiares. Nesta terça (12) , a polícia mineira confirmou que pediu a amostragem, mas não revelou quais indícios teve para chegar até á suspeita da identidade de Evandro.


Além do material genético dos familiares, o IGP recolheu pertences do jovem, como escova de dentes, boné e roupas. O material já está no Instituto de Análises Forenses de Florianópolis e a previsão é que a conclusão dos trabalhos ocorra em 15 dias.

Fonte: G1 - SC/ NSC TV

Nenhum comentário: