Pesquisar em Tílias News

Últimas Notícias

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Joaçaba - Carnaval 2019: conheça os sambas-enredos das escolas

Faltando menos de um mês para o desfile das escolas de samba de Joaçaba e Herval d´Oeste, que acontece nos dias 2 e 4 de março, o público já pode acompanhar os sambas-enredos das agremiações. Os clipes, gravados recentemente no Teatro Alfredo Sigwalt, estão disponíveis nas redes sociais das escolas (confira abaixo).
Neste ano, com o retorno da Vale Samba, as quatro escolas vão desfilar na mesma noite, sábado 2 de março. A ordem ficou assim definida: Vale Samba, Acadêmicos do Grande Vale, Unidos do Herval e Aliança.
A apuração vai acontecer no domingo (3), e na noite da segunda-feira (4) voltam para a Avenida do Samba a Acadêmicos do Grande Vale e a Vale Samba para um desfile de confraternização, tendo o apoio da Aliança e Unidos do Herval. Inicialmente o segundo desfile seria das campeãs, mas a proposta não foi aceita pelas escolas.
SAMBAS-ENREDOS
Acadêmicos do Grande Vale:
“No Contestado Vale do Carnaval, a Acadêmicos é uma Grande Festa Cultural”
Vem festejar...

Vem Brindar a nossa história

Por caminhos que o destino trilhou...

Coragem, e vitória...
E semeou... Esse chão regado por amor...
Viu florescer traços de um povo singular...
Enfim emancipou cultura se formou...
E hoje posso ver...
A vida em cada sorriso renascer...

A bateria a tocar...

A alegria no olhar...

Eu posso dizer: Oh Grande Vale!!!

Como é grande meu amor por você
Vem conhecer a receita

Ver povo irmanado abraçando o irmão...

É festa, um brinde na mesa...

É folclore, é tradição...
Berço cultural de teatro e dança
Tantas etnias esperança...
Em Joaçaba, estrelas enfeitam o céu...
Num brilho divinal... É carnaval...

Vivemos tanta harmonia em comunhão

Essa é a razão da minha vida...

Difícil de segurar tamanha emoção...

Lá vem a grande vale na avenida...
Aliança:
“Seja mais um Rei nessa Avenida”
No sonho de Momo me encantei

Para o seu mundo viajei

O astro rei brilha e anuncia

Vai começar a folia
E lá vou eu... e lá vou eu
Embalado na magia eu vô, eu vô
Esse lindo sonho também é meu
Vou para o castelo real
Ser alteza, ser realeza!
É carnaval!

Sou o rei caçador (Okê Okê-Arô-)

No toque do tambor

Meu povo é do gingado

Nesse baile Axé (Axé)
O negro será coroado

Nessa festa não tem tristeza

Alegria é que impera

Oh! Que Beleza!

Bailam felizes... reis e princesas
Clareou o baile já vai terminar
Está na hora da lua para o céu voltar

Me diz quem eu sou? Me diz quem é você?

A minha escola é alegria

Meu coração verde e branco vai dizer

Eu sou ALIANÇA a RAINHA da folia
Unidos do Herval:
“Tribal”
Olha eu sou da pele negra

Sinta a magia, do meu ritual

Meu atabaque vibra e contagia

Eu sou da tribo da Unidos do Herval (bis)
Do barro moldado, fui gerado

Terra, fogo, água e ar,

Num brado de guerra empunhei o machado

Orun abençoou
Serpente sagrada me iluminou (Oxumaré)
Mergulhei nas águas de Ya (Mãe Aioká)

Saravá, Saravá, me mostre o caminho do mar 2x
No clamor do tambor, no clamor do tambor,

O canto e a dança, é a fé do povo tribal,

No cativeiro fui negro guerreiro

Avenida e no terreiro, eu sou imortal (bis)
Negro, reúna os teus ancestrais

Levante e rompa o grilhão,

Ecoe os tambores dos teus rituais

Em romaria e louvação,
A minha cor pede passagem,
Meu canto e de alegria e não de mágoa,
Salve o rei da malandragem,
A minha Águia voa até debaixo d’água

Vale Samba:
“A Força que nos move”
Oh! Meu Deus!

Supremo maior, do universo

Abençoai os filhos teus, iluminai meus versos

O primeiro movimento impulsionou
Num afã de encontrar a perfeição
O cosmos ocuItou
Guardiões divinos, protegeram a criação
Toda causa, tem efeito
Toda luta se supera
És fonte de inspiração
O lindo bailar entre o sol e a terra

Roda gira girou, deixa girar

Vamos correr para a vitória alcançar

A evolução em velocidade

Assim caminha a humanidade
Com o tempo, vieram as revoluções

A indústria então surgiu

Mudanças e grandes invenções

Máquinas e homens a todo vapor
Energia é combustível, luz é calor
O futuro vem aí, é a ciência a evoluir
A força que nos move
Vem da fé e o desejo de vencer
Voltou a tribo de bambas
“40” anos de samba
O meu azul tem poder

É de enlouquecer, é de arrepiar

Camarote tremer, arquibancada vibrar

Vem "sambar" pra valer, o meu "samba" cantar

Chegou a hora a vale vai passar





<



Fonte: Caco da Rosa  

Nenhum comentário: