terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Início de ano letivo com escola nova em Luzerna

O início do ano letivo para mais de 200 alunos da Escola Nova (São Francisco) foi recheado de alegria e satisfação. O reencontro com os colegas e os professores teve um sabor especial nesta segunda-feira (11): o novo espaço em que frequentarão em busca do aprendizado. Os estudantes, do 6º ao 9º ano, foram recepcionados pelo corpo docente e por representantes da administração municipal.
O prefeito Moisés Diersmann, o vice-prefeito Juliano Schneider, a secretária de Educação Regina Cureau, secretário de Infraestrutura Alcir Denardi, e demais membros da equipe de governo, fizeram questão de prestigiar a volta às aulas. O prefeito, o vice e a secretária de Educação deixaram suas mensagens aos alunos, nos dois turnos, e pediram o empenho de todos para colaborar na manutenção da estrutura. O mestre de Obras, que coordenou os trabalhos, Luciano Osmar da Silva, recebeu menção especial e foi aplaudido por todos.
O prefeito Moisés Diersmann destacou que a Nova Escola vai integrar o Parque Tecnológico Municipal, que será implantado neste ano no município. “Aproveitem bem o ano, aproveitem que o município investe porque vocês fazem contraturno, esse local aqui está sendo transformado num parque tecnológico. Estamos concebendo a construção de um parque tecnológico. E o que é um Parque Tecnológico? É a união das instituições, entre a escola, Instituto Federal Catarinense, Senai e todas outras instituições que possam agregar, aumentar o conhecimento visando a formação de vocês para amanhã, onde vocês vão estar amanhã, no mundo do trabalho”, explicou.
A diretora da Escola Nova, Evaine Desidério, a Preta, considera que o novo espaço está muito bonito. “Está muito acolhedor, aconchegante, a gente fez o máximo que pode dentro dos nossos recursos e a escola está muito legal, acho que as crianças vão adorar, o primeiro dia eles já gostaram, gostaram da novidade do ar-condicionado nas salas, os jardins, acho que vai ser um ano bem promissor”.
Comunicação
Outra novidade a ser implantada na Escola Nova é o uso do WhatsApp para melhorar a comunicação entre a escola e os pais dos alunos. “A gente vem percebendo que muitas vezes o pai não tem telefone, mas tem a internet que pega lá no interior. E eles usam mais a internet, o WhatsApp do que o próprio telefone, então a gente viu que esse é um canal aberto para usarmos, então requisitamos esse número de celular com WhatsApp para podermos nos comunicar melhor com os pais”.
Evaine informa que será feita uma reunião com todos os pais onde será solicitado que entreguem, além de um endereço de e-mail, um número do WhatsApp para eles poderem receberem todos os recados, notificações, datas de provas e assim por diante.
“Pedimos aos pais para ficarem atentos às datas das reuniões que são informadas nos bilhetes levados pelos filhos e participarem da vida escolar dos filhos, pois a escola está sempre de portas abertas".
Histórico da Escola Nova
A Escola Nova tem padrão FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), autarquia do governo federal vinculada ao Ministério da Educação. Quando feita a proposta para o município de Luzerna havia tempo hábil de 45 dias para ser iniciada. Então, para ter um terreno plano que atendesse às condições para se instalar, o único imóvel na época disponível era ao lado do Centro de Eventos São João Batista. No dia 16 de janeiro de 2015 a empresa que ganhou a licitação iniciou as obras.
A escola contempla seis salas de aula mais sala de leitura, sala de informática, secretaria, almoxarifado, sala de professores, banheiros administrativos, banheiros masculino e feminino, cozinha e pátio coberto para recreio. A obra se estendeu por dois anos, pois os recursos vinham do governo federal e o município fazia, inicialmente, só a parte da fiscalização. Logo após a empreiteira entregar a obra e o FNDE fazer a fiscalização, foi que o município pôde intervir e fazer melhorias que não contemplavam no projeto.
Foi colocada tubulação e drenagem de águas pluviais em todo o pátio subterrâneo com galerias e bocas de lobo com tubulação em concreto, sistemas de calhas e tubulação, colocação de 1.200 metros quadrados de paivers em todo o pátio da escola, instalação de para-raio em volta de todo o bloco escolar, construção de floreiras de ajardinamento, muros e colocação de tela reforçada em torno de toda a área escolar, cobertura do portão até a recepção, rampa de acessibilidade, construção de um refeitório de 270 metros quadrados e andamento de um auditório, além da colação de ar-condicionado em todas as salas de aula e aquisição de notebooks novos para trabalhos na escola. As lousas digitais também serão usadas e está em andamento tratativa para compra de novos aparelhos.




















    Fonte: Assessoria de Comunicação
    Mais Notícias

    Previsão do tempo para a região Sul do Brasil