sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Deputado quer proibir venda de anticoncepcionais no Brasil

A primeira semana de trabalhos na Câmara dos Deputados já coleciona fatos inusitados. Após a deputada Joice Hasselmann (PSL) realizar um ‘exorcismo’ de seu gabinete usado anteriormente por Lula, foi a vez de outro deputado do PSL criar polêmica. Márcio Labre pretende proibir a venda de nada menos que anticoncepcionais.

No Projeto de Lei 261/2019, Labre quer acabar com o “comércio, a propaganda, a distribuição ou a doação de todo e qualquer micro abortivo”. O deputado federal acredita que pílulas do dia seguinte, de progestógeno (conhecidas como minipílulas), implantes anticoncepcionais e até mesmo dispositivos intrauterinos (como DIU) são métodos abortivos.

“Como se não bastassem as normas técnicas do Ministério da Saúde, instruindo os hospitais da rede pública a praticarem o crime do aborto contra crianças de até cinco meses de gestação, recentemente o mesmo Ministério anunciou a liberação do uso de um abortivo conhecido como ‘pílula do dia seguinte'”, argumenta Labre no texto.

Com informações SBT Brasil 

Fonte: Rádio Tropical FM 
Mais Notícias

Previsão do tempo para o Brasil