terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Ataque contra embaixada brasileira na Alemanha foi contra Bolsonaro

O ataque contra a embaixada brasileira em Berlim, na Alemanha, na última sexta-feira (1º), foi um ato contra o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, em texto escrito em alemão, divulgado nesta terça (5), autores dizem que a ação foi em solidariedade "à resistência feminista, transgênero e antifascista no Brasil", ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). E ainda para marcar a data em que "o fascista Jair Bolsonaro" completou um mês no poder.

Na sexta-feira, a embaixada brasileira amanheceu coberta de tinta rosa e com janelas e portas de vidro quebradas. Tinta preta também foi lançada contra uma das laterais do prédio. Os danos materiais podem chegar a 100 mil euros (R$ 419,6 mil), de acordo com o jornal local Berliner Zeitung.

Em janeiro, o prédio já havia sido alvo de protestos. A frase "lutaremos contra o fascismo no Brasil" foi escrita com tinta branca na fachada de vidro do edifício. Rabiscos na cor vermelha também foram feitos nos vidros, em pilares e na calçada do prédio.

Fonte: Rádio Tropical FM
Mais Notícias

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil