sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Beber direto da latinha pode causar leptospirose? Verdade ou mentira?

Você já ouviu essa história: Latas de refrigerante, de cerveja ou de suco podem conter vestígios de xixi de rato, substância que transmite uma doença chamada leptospirose. Quem bebe direto na lata, sem lavá-la antes, corre grande risco de contrair essa moléstia! Mas afinal, há alguma verdade nisso?


Como o boato se espalhou?

Pai da modelo Daniella Sarahyba morreu de leptospirose após consumir uma latinha de cerveja sem lavar o recipiente, mais uma vítima das latinhas assassinas. Lenda quando se espalha, se espalha e não tem jeito. Mesmo com os sinais mais óbvios de que a história é falsa, é comum nós acreditarmos e acabarmos colaborando com uma inverdade. Aliás, é assim que nascem os boatos. Com amiga de uma amiga do amigo do irmão do primo de segundo grau que afirmou alguma coisa.

E nessa de alguém que conhece alguém que presenciou uma tragédia é que tem se espalhado feito pólvora a mais nova balela (que na verdade é antiga). A de que produtos enlatados, como refrigerante, cerveja, ervilha, milho e afins transmitem leptospirose se consumidos diretamente sem ser lavados. O alerta postado em 13 de novembro no Facebook já ultrapassou os 118 mil compartilhamentos e recebeu mais de 24 mil curtidas. Confira o texto na íntegra: 

‘A MORTE DO PAI DA MODELO DANIELA SARAHYBA – MUITO IMPORTANTE!

O SBT exibiu ontem reportagem com relação a lavar as latas de ervilhas, milho, leite condensado, creme de leite, frutas em calda, etc (todo e qualquer tipo de lata com alimentos) antes de guarda-las em armários ou geladeira. Após abertas se não utilizar inteira, despejar o que sobrou num pote plástico com tampa.

Isso evitará o acumulo e aumento de bactérias. Morreu Orlando. Brilhante advogado e pai da modelo Daniela Sarahyba, numa situação absolutamente igual ao que se vem repetindo, com frequência dolorosa. Ele tinha uma casa e uma lancha em Angra.

Ao sair na lancha com amigos, num domingo, levou na geladeira da embarcação latas de cerveja e refrigerantes. No dia seguinte, 2a. feira, estava internado numa UTI e morto na 4a. feira. Ele era um atleta, adorava a vida, que a vivia com intensidade. O exame cadavérico atestou leptospirose fulminante contraída na lata de cerveja que ele havia tomado, sem copo e sem canudo, no barco. O exame das latas atestou que estavam infestadas de urina de ratos,consequentemente de leptóspiras.

MUITO MUITO CUIDADO !!! AVISO AOS CONSUMIDORES DE BEBIDAS EM LATA:

Toda vez que comprar uma lata de refrigerante, tome cuidado de lavar a parte de cima com água  corrente e sabão, se possível, use canudo. Faça com que esse aviso chegue ao maior número de pessoas. Por favor, encaminhe este aviso às pessoas com quem você se preocupa. Gente cuidado com isso’

Boato, mentira, balela, história falsa, informação errada, enganação. Escolham o termo que quiserem, não é verdade. Por quê? Por várias razões. Primeiro, o pai da modelo mencionado no texto morreu em 1994, de leptospirose de fato, mas não por consumir uma latinha de cerveja ou refrigerante.

Ele morreu porque tinha um ferimento no pé e teve contato com água contaminada com urina de rato que transmite a doença. E mais, demorou dez dias para se definir o diagnóstico do homem.

Segundo, a Leptospira, bactéria causadora da leptospirose sobrevive poucas horas após ser expelida pelo rato, logo não resistiria por dias que é o tempo mínimo para produtos enlatados chegarem dos armazéns até nossas casas.

Além disso, a Leptospira prolifera em locais úmidos com média de 29ºC. A maioria desses produtos são consumidos gelados, em temperaturas nada favoráveis para a sobrevida da bactéria.

Mas, na prática, a contaminação seria muito difícil, tanto que, até hoje, nenhum caso foi registrado pela literatura médica. É que a nossa boca tem enzimas que neutralizam a ação da leptospira.

Por isso, a latinha precisaria ter um número muito grande de bactérias para que algumas delas sobrevivessem às enzimas bucais. Além disso, o tipo mais grave de leptospirose, que pode levar à morte, depende da quantidade de bactérias que penetra no organismo.

Outro erro na história, o tempo de incubação da Leptospira demora de 4 a 19 dias e segundo o alerta o pai da modelo morreu em menos de 48 horas. Há boatos sobre as latinhas que matam por causa da leptospirose desde pelo menos 2000, quando um e-mail acidentalmente assinado por um biólogo da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) se espalhou com informações errôneas que colocavam até o INMETRO na história.

Era falso na época, é falso agora. Claro que, lavar as latinhas antes do consumo é sempre aconselhável porque elas realmente ficam expostas a sujeiras enquanto estão armazenadas. Mesmo assim, aos adeptos daquela 11/01/2019 Hoax: lata com leptospirose causou morte do pai de Daniella Sarahyba https://www.boatos.org/saude/hoax-lata-com-leptospirose-causou-morte-pai-de-daniella-sarahyba.html 5/10 cervejinha gelada ou da Coca-cola trincando no verão, estejam à vontade, só bebam com moderação.

Fonte: Super Interessante
Mais Notícias