segunda-feira, 24 de junho de 2019

Cadela Hope ajuda no tratamento de pacientes de câncer no INCA, Rio

Oncologista Bianca Santana disse, durante entrevista ao RJ1, que o projeto de ter a cachorrinha no local foi idealizado há mais de 3 anos.

Hope junto com pacientes do INCA — Foto: Reprodução/ TV Globo


A cadela Hope tem ajudado no tratamento de muito pacientes com câncer na ala infantil do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro.

A oncologista Bianca Santana disse, durante entrevista ao RJ1, que o projeto de ter a cachorrinha no local foi idealizado há mais de 3 anos, antes mesmo de o nascimento de Hope, que foi cria da fêmea e do macho mais dóceis de um canil selecionado.

"A Hope nasceu de uma gestação planejada. O canil cruzou a fêmea mais dócil com o macho mais dócil e selecionamos o filhote mais dócil. A partir daí, começamos o adestramento dela com apenas 2 meses de idade", revelou Bianca.

Ainda segundo a médica, não existe nenhuma contra-indicação no contato dos pacientes com o animal, e que muitos apresentam melhoras interagindo com o cão.


"Tive que comprovar que não muda infecção e que só tem benefícios para as crianças", avaliou a oncologista.

O adestrador André Donza contou que Hope foi preparada para receber e dar carinho.

"Ela é muito tranquila porque ela lida com pacientes que têm alguma fragilidade. Não pode ser um cachorro agitado, tem que ser tranquilo", comentou ele, que também faz a higienização das patinhas e escova os dentes do animal para que ela possa frequentar o ambulatório pediátrico.

"Ela é linda e eu amo cachorro", brincou o menino Brian Orlando, de 6 anos, que faz tratamento no INCA.

Vitor Hugo é outra criança que frequenta o centro de tratamento. A mãe dele, Clarice Carielo, disse que nunca viu o filho tão alegre como no dia em que ele pôde interagir com a Hope.

"O pessoal está de parabéns porque é um projeto maravilhoso".

Fonte: G1

Com uma das menores filas do país, SC tem 473 pacientes à espera de transplantes

Programa de transplante de SC é referência

Raphael passou por dois transplantes em 15 dias(Foto: Gabriel Lain/DC)

A oportunidade de continuar vivo é o maior anseio de quem aguarda na fila por um transplante. As palavras são do representante comercial, Raphael Francisco Thiesen, de 52 anos. No Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU), em Florianópolis, ele se recupera do procedimento cirúrgico que passou há um mês, exatamente, quando recebeu um novo fígado, o segundo em menos de 15 dias.

— O primeiro foi no dia 13 (maio), mas tive um coágulo. Então precisei fazer outro transplante de urgência - conta.
Agarrado na sua fé, lembra de quando descobriu os problemas de saúde em dezembro de 2017. Na época, não deixou de trabalhar, mas acrescentou uma agenda médica à sua rotina: procurou profissionais para assisti-lo e iniciou o processo de tratamento para cirrose hepática. No mesmo tempo, e com a realização de novos exames, recebeu o diagnóstico de um câncer agressivo no fígado. Confiante, não se deixou abater.

— Fui encaminhado para fila de transplantes como prioridade. Conversei com todos profissionais da saúde para melhorar a minha performasse, minha recuperação. O que podia fazer para tornar o processo mais rápido, para ajudar quem estava me ajudando, eu fiz. Foram 60 dias de espera, um pouco menos, calcula o transplantado.
Nesse tempo, Raphael integrou a lista de espera do Estado. Em Santa Catarina são 473 pessoas registradas para transplante no primeiro trimestre deste ano. Se comparado com o mesmo período nos últimos dois anos, houve um acréscimo: em 2018 havia 407 candidatos até março e em 2017 eram 386. Já se levar em consideração os últimos 11 anos, o número reduziu mais do que pela metade: em 2008 o estado acumulava um total de 1.202 candidatos a transplante.
De acordo com o coordenador da SC Transplantes, Joel de Andrade, o Estado tem uma das menores filas de transplante de todo o país.

— Conseguimos evoluir muito, especialmente nos programas de córnea, de rim e fígado, que são o tecido e órgãos doados, mais frequentemente utilizados no nosso meio - diz o médico.

Em todo o Brasil o número chega a 33.984 candidatos, conforme números contabilizados até março deste ano. Disparado na frente com o maior número de pacientes que necessitam de transplante, São Paulo registra 15.701 candidatos. Depois estão os estados de Minas Gerais, com 4.057 e Rio de Janeiro, com 2.261. Já em relação ao sul do país, Santa Catarina também tem número inferior que o Rio Grande do Sul, que registra 1.319 pessoas. O Paraná não apresentou números em 2019, segundo estatística do Registro Brasileiro de Transplantes.

Conforme o coordenador, a situação em Santa Catarina é bastante privilegiada em relação aos números, em grande parte pela efetividade do sistema de doação, que permite que os pacientes saiam da lista de espera.

— Mas também a gente tem que ter um olhar crítico e analisar como está sendo o acesso dos pacientes aos serviços de transplantes e o seu ingresso em fila. É possível que em algum programa específico a gente tenha alguma dificuldade nesse trâmite e, ao contrário de representar uma evolução, representa algo que precisa ser melhorado, mas de modo geral, a leitura que se faz é um número muito bom - conclui o coordenador.

Entre os 473 pacientes de Santa Catarina, 28 estavam na fila por um fígado, como Raphael. O tempo que esperou, mesmo sendo parte do quadro de prioridades, não é o mesmo para todos os pacientes que precisam de novos órgãos ou tecidos (como a córnea). Alguns aguardam meses, outros poucos dias ou até horas. E isso ocorre porque a dinâmica de distribuição, embora nem sempre compreendida por quem espera, depende muito de compatibilidade, entre outras regras técnicas.

Ainda, segundo o coordenador do programa, um sistema informatizado recebe as informações e compara os dados do doador com os do receptor, entre outras variáveis.

— Cada órgão tem seu conjunto de informações técnicas para direcionar a fila de distribuição. A córnea é fila indiana, porque não demanda compatibilidade sanguínea, exemplifica o médico.
Diagnosticada a necessidade de transplante, uma senha é gerada para o paciente, que entra para a lista de espera: um atrás do outro, salvo as prioridades, como crianças e casos de urgência. Os demais órgãos, ao contrário, dependem de fatores específicos. Para o fígado, o coração e os pulmões, por exemplo, são quatro filas diferentes, conforme tipo sanguíneo: O, A, B e AB. Ainda existem as situações clínicas e os fatores individuas.

E é todo esse processo que precisa ser esclarecido, segundo sugere Raphael, para que outras vidas sejam salvas.

— A gente precisa de mais campanhas. A sociedade precisa se envolver, conhecer mais e entender o que é um transplante, para ter uma visão diferente, apela e acrescenta: Eu só tenho a agradecer aos que me ajudaram. A pessoa que reclama é porque não entende o contexto, a complexidade e o envolvimento dos profissionais para fazer esse tipo de procedimento.

A lista de espera

O andamento da fila dos transplantes é diferenciado para cada órgão:

Córnea

*A fila da córnea é indiana, salvo prioridades:
*Crianças
*Casos de urgência: olho furou por acidente ou houve rejeição na córnea transplantada e precisa de um novo transplante

Fígado

*Tipo sanguíneo.
*Urgência de transplante: definido através da equação da gravidade, denominado “Model for End-stage Liver Disease” (Meld). As variáveis encontradas com a equação revelam uma estimativa do risco de óbito se o transplante não for feito dentro dos três meses seguintes.
*Situações clínicas: deterioração da função do fígado (insuficiência hepática aguda)
*Prioridades: crianças ou rejeição do órgão anterior transplantado

Coração

*Tipo sanguíneo
*Peso do paciente: o porte físico é uma das variáveis mais importantes para o transplante desse órgão

Pulmão

*Tipo sanguíneo
*Altura do paciente: a caixa torácica deve ter tamanho compatível com o pulmão que vai receber

Rim

*A fila de espera depende unicamente de compatibilidade
*É tipificado geneticamente: o sistema procura o primeiro mais compatível e, assim, sucessivamente *Criança tem prioridade, depois de confirmada a compatibilidade

Fonte: NSC 

Aviões de guerra caem após colidir na Alemanha

Acidente aconteceu perto de Waren, no nordeste do país, nesta segunda. Um piloto morreu e o outro saltou de paraquedas em segurança.

Avião Eurofighter pega fogo enquanto cai perto da cidade de Waren, no norte 
da Alemanha, nesta segunda-feira (24). — Foto: Thomas Steffan/dpa via AP

Dois aviões das forças armadas da Alemanha caíram após colidirem perto de Waren, no nordeste do país, nesta segunda-feira (24), informou a imprensa local. A polícia informou que um piloto morreu e o outro saltou de paraquedas em segurança.

Os caças, pertencentes às Forças Armadas da Alemanha, estavam desarmados quando colidiram perto da base militar de Laage, no Estado de Mecklenburg-Vorpommern, informou a Força Aérea Alemã. As causas do acidente não estão claras.


"Juntamente com um terceiro Eurofighter, eles estavam em uma missão de combate aéreo", disse a Força Aérea. "O piloto do terceiro Eurofighter observou a colisão e informou que dois paraquedas desceram ao solo."

Destroço de um dos dois aviões que caíram na Alemanha, nesta segunda-feira (24) 
— Foto: Winfried Wagner / DPA / AFP

Os aviões que se envolveram no incidente são do modelo Eurofighter, que é fabricado pela Airbus, BAE Systems e Leonardo. Cerca de 400 Eurofighters estão em serviço em todo o mundo atualmente, segundo a Reuters.

Fonte: G1

BMW é flagrada a 183km/h, mais que o dobro da velocidade máxima na BR 282

Durante fiscalização de velocidade na Operação Corpus Christi, na tarde de sábado, policiais rodoviários federais flagraram o motorista de uma BMW/X1 placas de Faxinal dos Guedes/SC transitando a 183 km/h. Esta velocidade é mais que o dobro da máxima permitida para a rodovia, que é de 80 km/h.

Além da multa de R$ 880,41 e sete pontos na CNH, o condutor vai responder a processo de suspensão do direito de dirigir.

De pista simples e traçado sinuoso, a BR 282 foi a rodovia onde se registrou o maior número de vítimas fatais em toda Santa Catarina no ano passado, 107 mortes no total.

Fonte: PRF

Treze Tílias – Produção de Filme procura atores e figurantes na região


A produtora Be Bossa Criações, de São Paulo, estará na cidade nos meses de junho a agosto, produzindo o filme “Casa de Antiguidades” do diretor João Paulo Miranda.

Nesta terça e quarta-feira (25 e 26) serão selecionadas pessoas para participar como figurantes e atores: homens e mulheres entre 30 e 50 anos, com perfil austríaco/germânico. A seleção ocorrerá das 10h as 13h, no Centro de Eventos Maria Thaler Moser.  Angelica Tiecker, conhecida como Popi, produtora de elenco local, moradora de Treze Tílias, estará no Teatro Gisela Thaler, ao lado da Socap recebendo as inscrições.

A produtora executiva do filme Ariene Ferreira, convida a todos que tiverem interesse em participar do filme, da seletiva que acontece nesta terça e quarta-feira.

Fonte: Rádio Tropical FM

Água Doce – Promoção do Hospital Nossa Senhora da Paz arrecada mais de R$ 4 mil reais


Na semana passada, durante o feriadão de Corpus Christi, o Hospital Nossa Senhora da Paz promoveu a venda de churrasco de Gado e Suíno.

A administradora do Hospital, Diana Schaupenlehner, informa que foram vendidos todos os espetos, 140 de carne de gado e 120 de suíno, perfazendo um lucro de R$ 4.142,83.

Diana agradece a todos que adquiriram churrasco e a quem de uma forma ou outra contribuiu, seja ajudando no dia ou com doações. Ela também agradece a Paróquia pelo empréstimo da churrasqueira.

O montante arrecadado ajuda no atendimento do hospital, que é filantrópico, e que depende também da colaboração da comunidade para manter as portas abertas.






Fotos: Hospital Nossa Senhora da Paz

Fonte: Rádio Tropical FM

Viúvo reúne amigos e parentes para festejar aniversário de esposa em cemitério

Viúvo reúne amigos e parentes para festejar aniversário de esposa em cemitério

José Macena, ou Zé da Embreagem, ao lado do túmulo de esposa | Reprodução

Bolo, refrigerante, salgados e convidados animados pela festa de aniversário de dona Rita Macena, promovida na manhã desse domingo (23), por seu esposo José Macena, conhecido pelos moradores da cidade de União dos Palmares, na Zona da Mata de Alagoas, como "Zé da Embreagem". Tudo normal se o cenário para a comemoração escolhido não fosse o túmulo de dona Rita, falecida em junho de 2016.

Adornado por flores de plástico coloridas, o jazigo também recebeu uma caixa de som onde a trilha sonora - com mais de 60 faixas escolhidas a dedo pelo viúvo - toca alegremente. "Nunca deixei de amá-la. Ela é minha vida", disse, emocionado, olhando uma foto colocada cuidadosamente ao lado das datas de aniversário e morte da amada Rita. 


Quando uma das convidadas gravou o vídeo, Zé declara seu amor por dona Rita enquanto a música que soa ao fundo das imagens é "Parabéns Pro Nosso Amor", da dupla sertaneja Bruno e Marrone. 


Copos e pratinhos descartáveis também foram distribuídos entre os convidados como Severino, Leandro, Dona 'Cumpada' Alma e Betânia. Crianças correm entre os túmulos. Se estivesse viva, o grande amor de Zé da Embreagem comemoraria 79 anos.

Motorista aposentado da prefeitura de União dos Palmares, Embreagem vive atualmente em Maceió mas quis se deslocar até a cidade natal para comemorar o aniversário da esposa. 

Para desviar a saudade, Zé da Embreagem contou que tem 16 fotos iguais a que levou para o túmulo espalhadas pelos cômodos de casa, no carro da família e, claro, na tela inicial do celular. 

O adminstrador do cemitério Campo Santo dos Palmares, Henrique Ramalho, disse que foi a primeira vez que um pedido desse tipo lhe foi feito. "De início achei que fosse algum tipo de brincadeira mas depois fiquei comovido", explicou durante entrevista ao TNH1



Fonte: TNH1

Treze Tílias – 20 alunos da escola municipal se classificam para a 2ª fase da OBMEP 2019


A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é uma realização da Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do Ministério da Educação.

É um projeto criado para estimular o estudo da Matemática por meio da resolução de problemas que despertem o interesse e a curiosidade de professores e estudantes.

A OBMEP é dirigida aos alunos de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Os alunos que participantes da olimpíada são divididos em 3 níveis, de acordo com o seu grau de escolaridade.

No Nível 1, estão alunos matriculados no 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental, no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

No Nível 2, alunos matriculados no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental, no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

E no Nível 3, alunos matriculados em qualquer série do Ensino Médio, no ano letivo correspondente ao da realização das provas.

No Nível 1 se classificaram:

Ágatha Hoffelder, Felipe Fleck, Felipe Peretti, Flaira Hensel, Henrique Baron, Isabel Rocha, Isadora Vieira, Joana Lucietti,    Maria Lara Conte, Miguel Mantovani, Vinícius Oliveira, Vitória Maliovany e Wesley de Moura       

No Nível 2 de se classificaram:

Amanda Carniel, Cleonir Hackbarth, Daniel de Oliveira, Lara Elisa Rhoden,         Luiz Felipe Hentz,   Rudinei da Conceição e William Junges.

A OBMEP é desenvolvida em duas fases.  A primeira fase conta com prova objetiva, com múltipla escolha, composta de 20 questões. Participam dessa fase todos os alunos inscritos por suas escolas.

A segunda fase consiste em prova discursiva composta de 6 questões. Para essa fase classificam-se 5% dos alunos com o melhor desempenho em cada Nível na 1ª Fase.

Fonte: Rádio Tropical FM

Pré-incubada recebe R$ 250 mil para desenvolver projeto inovador


A Agência de Inovação e Relações Institucionais (AGIR) da Unoesc é responsável por orientar e assessorar diversas startups com o objetivo de promover e desenvolver ideias e projetos inovadores, oferecendo aos pré-incubados meios de crescerem e expandirem seus negócios no mercado de trabalho.

Uma das suas pré-incubadas é a Startup MyVOS, cuja ideia principal é desenvolver um aplicativo que permite a leitura de informações essenciais para o socorro do paciente. Essas informações estariam contidas em um código QR portado pelo paciente em forma de pulseira, adesivo e colar, tornando fácil e rápida a obtenção das informações e otimizando um tempo crucial para o paciente.

De acordo com CEO da Startup, Ciro Nagel De Marco, a ideia surgiu a partir de uma conversa com uma amiga de infância.

— Ela havia comentado comigo sobre uma doença que tinha e o quão dependente essa doença a deixava, principalmente na locomoção. Essa aflição fez com que ela pensasse em tatuar o nome da doença para alertar e facilitar seu atendimento em casos de incidente por quem estivesse por perto. Mas, havia um problema, ela não gostaria que qualquer pessoa soubesse dessa doença, foi então que me propus a pensar em uma solução — conta o CEO.

Em 2018, De Marco e sua equipe composta pelos colegas Gustavo Francisco Zenaro, Letícia Baretta Savaris e Rodrigo Leite participaram do Startup Weekend, onde foram premiados com a primeira colocação, o que os incentivou a dar continuidade ao projeto.

Após algumas semanas, reuniões com a equipe e conversas com empresários locais experientes, a equipe recebeu a proposta de uma empresa para os auxiliarem no desenvolvimento da ideia com um aporte de aproximadamente duzentos e cinquenta mil reais.

— Aceitamos a proposta e também submetemos a ideia na pré-incubadora da Unoesc para assim, recebermos mais instruções de etapas que inevitavelmente passaríamos para a consolidação da Startup, desde então estamos trabalhando no desenvolvimento e aperfeiçoamento da MyVOS, tendo sempre como missão ajudar todos que precisam — finaliza De Marco

De acordo com a diretora da AGIR, professora Jessica Romeiro Mota, esse investimento na Startup é uma grande conquista para os empreendedores e reforça o papel da Universidade na sensibilização e apoio para inovação e empreendedorismo como forma de desenvolvimento da região.

Fonte: Adriano França/Assessoria de Imprensa Unoesc

Golpista do bilhete premiado, fizeram uma vítima em Chopinzinho PR e foram presos pela PM catarinense


Na última quarta-feira, 19, a Polícia Militar de Chapecó, em rondas pela Avenida São Pedro no bairro São Cristóvão em Chapeco/SC,  abordaram um veículo GM/Vectra de cor prata com placas do Rio Grande do Sul o qual estaria transitando em atitude suspeita pela cidade de Chapecó.

Após ter realizado a abordagem, os policiais perceberam que estavam 04 ocupantes no carro, sendo três homens de 39 anos, 65 anos, 68 anos, e uma mulher de 51 anos, todos naturais e moradores do estado gaúcho e com passagens policiais por estelionato.

Durante busca pessoal e veicular foi localizada grande quantia de dinheiro dividido entre os ocupantes, aproximadamente R$ 14.700, os abordados não souberam responder a procedência do dinheiro sendo que após contato com a polícia Militar e Civil do estado do Paraná soube-se que o mencionado veículo teria sido utilizado para aplicar golpe do bilhete na cidade de Chopinzinho, estado do Paraná no qual uma idosa de 70 anos foi vítima dos golpistas naquele município por volta das 11 horas do dia 19 de Junho de 2019.


Conforme boletim de ocorrência do Paraná, ao ser abordada no estacionamento de um supermercado, a idosa foi até duas agências bancárias sacar o valor solicitado de aproximadamente R$ 10.000 em troca do “bilhete premiado”.

Durante a abordagem foram localizadas algumas joias que também foram entregues pela vítima durante o golpe.

Durante a abordagem ainda, a mulher abordada tentou se desafazer de um bilhete de loteria, além de um rascunho contendo os números contidos no bilhete. Os suspeitos abordados, o Bilhete e rascunho além das joias foram reconhecidos pela vítima do golpe e, portanto, apreendidos e apresentados na delegacia de polícia civil bem como os abordados e suspeitos foram conduzidos e apresentados na Delegacia pelo crime de estelionato para os procedimentos pertinentes. O veículo foi aprendido por medida administrativa de trânsito e apresentado na Delegacia de Polícia.


Créditos de informações e imagens: Policia Militar de Chapecó SC

Fonte: Espião de Notícias

Semana deve ser de grandes variações de temperatura em SC


A semana deverá ter muitas condições diferentes de tempo e temperatura. Em relação ao tempo, a semana começou com sol e nuvens nesta segunda-feira. A terça-feira também não será diferente, ou seja, o sol volta a aparecer. No entanto, haverá aumento de nuvens no final do dia. Tudo devido à aproximação de uma frente fria.

Por isso, a quarta-feira tem chance de chuva entre a madrugada e a manhã, quando a frente fria estará passando pelo Estado. Poucas cidades terão chuva forte. Já a partir da tarde o tempo seco começa a voltar com o afastamento da frente fria. Apesar de muitas nuvens, o sol reaparece na quinta-feira.

Temperatura

Em relação à temperatura também haverá muita varição. As tardes seguem quentes para a época do ano nesta segunda e terça-feira. Nos pontos mais quentes, a previsão é de 27ºC a 29°C. Na tarde de terça, pode até entrar na casa dos 30°C. Tudo isso mais para cidades do Sul, Litoral, Vale do Itajaí e Norte.

Já na quarta-feira o frio volta. Quanto mais perto de quinta-feira, mais frio. Tudo devido a uma nova massa de ar frio que chega ao Estado. Diante disso, a quinta-feira amanhece gelada apesar da tarde agradável.

Na sexta, a temperatura até já sobe um pouco à tarde. Isso mesmo. Se preparem porque será uma semana com sobe e desce de temperatura.

Fonte: Puchalski/NSC

Descubra como enfrentar os reajustes constantes na conta de luz

Veja as dicas de especialistas para economizar energia em casa.


 Os reajustes tarifários das contas de luz têm assustados os moradores de todo o estado de Santa Catarina. O último deles divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) contou com aumento de 50% no valor da bandeira amarela e de 20% nos dois patamares da bandeira vermelha. Como se isso não fosse peso suficiente no bolso dos catarinenses, a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), responsável pela distribuição de energia no estado, anunciou no mês passado uma cobrança extra de R$1,50 para cada 100 kWh consumidos ao mês.
As subidas de preço não são exclusividade dos catarinenses, os reajustes estão acontecendo em todo o país e são impulsionados principalmente por fatores como a incidência de chuva, já que grande parte da energia brasileira é gerada em hidrelétricas. Com as reservas em baixa, é necessário utilizar outras fontes de energia, como as termelétricas, para gerar todo o volume necessário e isso acaba encarecendo o serviço que pode chegar a custar R$6 por 100 kWh consumidos. 
Neste cenário de incerteza e altos preços, o melhor a se fazer é adotar medidas de economia para evitar sustos. Para reduzir a energia em casa, não é necessário investir em produtos energeticamente eficientes. A economia de energia pode vir de ações simples como desligar luzes ou aparelhos enquanto não estiver usando. Também é possível depender menos dos eletrodomésticos organizando as tarefas semanalmente (por exemplo: passar roupas sempre aos domingos para diminuir o uso de ferro de passar) ou até mesmo realizando as tarefas domésticas manualmente, como secar as roupas no varal em vez de colocá-las na secadora. 
Dicas para economizar energia em casa: 
Desconecte os “ladrões” de energia 
Aparelhos como o computador, a televisão, o videogame, o carregador de celular e os eletrodomésticos da cozinha consomem quase tanta energia quando estão conectados mas sem uso, como quando estão em uso. Para economizar, desconecte sempre esses itens da tomada quando não estiver usando. 
Feche suas cortinas durante o dia 
No verão, manter as cortinas fechadas durante o dia ajudará a manter o ambiente mais fresco. No inverno, fazendo o oposto, a luz do sol ajudará a aquecê-lo. Você pode até considerar mudar os móveis de lugar de acordo as estações do ano para aproveitar ou evitar o sol. 
Embrulhe ou cubra os alimentos e bebidas na geladeira 
Quando os alimentos liberam umidade, eles fazem com que o compressor da geladeira trabalhe mais para mantê-la fria. Envolva a comida e a bebida com um filme plástico para que a umidade não interfira na temperatura da geladeira ou, melhor ainda, coloque os alimentos em um recipiente reutilizável com tampa para evitar jogar fora o plástico. 
Cubra as panelas e frigideiras ao cozinhar 
Embora pareça bobo, muito do calor gerado ao cozinhar escapa se não usamos uma tampa. Isso aumentará o tempo de aquecimento da panela, d'água e, por consequência, irá consumir mais energia.
Fonte: Portal Éder Luiz

Prefeitura de Ibicaré paga primeira parcela do 13º salário

O prefeito Geanfranco Volpatto informa que 50% do 13º salário de 2019 do funcionalismo público municipal, está sendo pago nesta segunda-feira, dia 24.

Segundo o prefeito Gean, a antecipação foi possível graças à boa gestão financeira do município, mesmo com um grande volume de investimentos nos setores da agricultura, saúde, infraestrutura e educação.

Para Geanfranco Volpatto, o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro, vai movimentar o comércio local, pois vai injetar um bom volume de recursos para a economia do município. O valor pago nesta primeira parcela é de R$ 259.628,00 reais.

Com o pagamento da primeira parcela do 13º agora na metade do ano, o prefeito diz que vai ficar mais leve para a administração municipal no final do ano, quando será paga a segunda parcela desse ordenado ao funcionalismo. 

Fonte: Rádio Tropical FM

PM-SC abre inscrições do concurso para 1 mil vagas de soldado

O prazo para se inscrever segue até 22 de julho



A Polícia Militar de Santa Catarina (PM-SC) lançou oficialmente nesta segunda-feira, 24, o edital do concurso para 1 mil vagas de soldado. A seleção já tem inscrições abertas, que devem ser feitas no site da banca organizadora do certame – www.incab.org.br. O prazo segue até 22 de julho. 

Do total de vagas, 800 serão destinadas para homens e 200 para mulheres. O salário inicial (depois da formação) é de R$ 4,8 mil, segundo o edital. Um dos pré-requisitos é ter o ensino superior completo. Pelo cronograma do concurso, a PM prevê a conclusão de todas as etapas de seleção em novembro deste ano. Depois disso, dependerá do governo do Estado oficializar as nomeações.

Acesse o edital clicando AQUI.


Fonte: Jornalismo Rádio Videira/ Diário Catarinense

Filha de policial Civil de Seara morre em violenta colisão registrada na BR-153 em União da Vitória


As equipes do Corpo de Bombeiros de União da Vitória e com o apoio de Porto União, registraram na manhã deste domingo, 23 de junho, com grave acidente na BR 153, na região de União da Vitória.

O Corpo de Bombeiros confirmou um óbito no local, sendo que a vítima foi identificada como Mara Regina Nardi, 30 anos, filha de um policial civil de Seara. Ela residia em Xanxerê. 

O acidente foi registrado às 8h56, na BR 153, bem na frente da via para a PR 447 que dá acesso ao município de Cruz Machado, onde envolveu um veículo GM Prisma com placa de Itatiba do Sul (RS) e uma caminhonete Chevrolet com placa de Porto Vitória.

Segundo informações apuradas no local, foi uma colisão frontal. Dentro da caminhonete de Porto Vitória estariam duas pessoas que tiveram ferimentos leves, Já no Prisma estavam várias pessoas, sendo uma criança que estava na cadeirinha e foi levada para o Hospital em União da Vitória para avaliação médica. Infelizmente a condutora do Prisma do Rio Grande do Sul, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

A BR 153 ficou com o trânsito parado por alguns minutos até o termino do trabalho do Corpo de Bombeiros para o salvamento das vítimas em seguida a rodovia foi liberada.

O Instituto Médico Legal (IML) de União da Vitória foi comunicado para ir até o local, para fazer o recolhimento do corpo da condutora do Prisma e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), também foi acionada para fazer a sinalização em meia pista até a retirada dos veículos da via. (Informações Rádio Colmeia) 




Fonte: Atual FM

Previsão do tempo para a região Sul do Brasil