terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Veículo desenvolvido no IFC Luzerna participa de competição de eficiência energética

O Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Luzerna participou, entre os dias 8 e 10 de novembro, da competição Shell Eco Marathon Challenger Event Brasil 2016. O evento ocorreu no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), tendo entre seus objetivos incentivar o desenvolvimento de veículos com a maior eficiência energética possível – percorrendo a maior distância com a menor quantidade de energia.

A instituição esteve presente com um carro desenvolvido pela equipe IFC Eco Team, formada por 12 acadêmicos dos cursos superiores de Engenharia Mecânica e Engenharia de Controle e Automação, além do professor orientador Ivo Montanha Júnior e do técnico de laboratório Luciano Freitas. Batizado de Ebenezer, o veículo competiu na categoria de protótipo a gasolina, e contou com a parceria da equipe Drop Team, do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) Campus Erechim. De acordo com o professor Ivo, a turma do IFC também teve o apoio da equipe “Pato a Jato”, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFRP) de Pato Branco, vice-campeã da etapa América em 2015. “Fizemos uma visita a eles em setembro, e nos deram importantes dicas sobre o projeto do carro e aspectos de segurança, cobrados pela equipe técnica internacional”, conta Ivo.

A competição Shell Eco Marathon é global, e inclui etapas continentais, como na América, Europa e Ásia. Segundo o professor do IFC Luzerna, como há muitos carros nessas fases e o nível dos participantes é bem elevado, a Shell passou a realizar algumas etapas chamadas de Challenger Events, que são preparatórias para as etapas continentais. “Pela primeira vez, o Brasil sediou a edição preparatória da etapa Américas, que contou com 36 protótipos dos principais cursos de engenharia brasileiros, nas categorias combustão (gasolina e etanol) e elétrico”, destaca Ivo.

“Neste primeiro ano foi tudo muito sofrido, pela nossa falta de experiência, de tempo e de recursos físicos”, fala o docente do IFC. “Muitas coisas foram improvisadas, gerando um resultado final longe do que tinha sido planejado. Mesmo assim, estar neste evento, entre os gigantes da engenharia nacional, já foi um motivo de comemoração, pois muitas instituições de renome, com excelentes resultados nas etapas continentais, não foram aceitas”, diz.

“Lá, tivemos muitos problemas elétricos, mas conseguimos corrigi-los em tempo hábil e fomos aprovados nas inspeções técnica e de segurança, o que foi outra vitória.” Para o desenvolvimento do carro, a equipe teve diversos colaboradores: Eliana Lima Atelier, Moldes Brasil, Zardo Esquadrias, Inducal, Casa das Bicicletas Proner, Prefeitura de Luzerna, Chapeação Rio do Peixe, Medal e Cavaletti (Erechim/RS).

Próximos passos

Segundo o professor Ivo, por ser o primeiro ano em que a equipe participou, o sentimento é de satisfação. “Fomos muito além de outras equipes. Éramos uma das menores instituições de ensino presentes, mas carregamos com orgulho os nomes do IFC, do município de Luzerna e dos nossos colaboradores”, diz.

“Estamos planejando a nossa participação em 2017, aproveitando a experiência na competição deste ano e as dicas de diversas equipes com as quais convivemos. Teremos dois carros novos e menores: um elétrico e um à combustão. Diversos avanços serão introduzidos, o que nos tornará muito fortes. Esperamos trazer algumas premiações e também a oportunidade de participar na etapa Américas, em Detroit (EUA), em 2018”, finaliza o professor.

As empresas que quiserem apoiar o projeto da IFC Eco Team podem entrar em contato através da página do projeto no Facebook.

Fonte: Wagner Lenhardt/Cecom IFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário