quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"Trabalho de combate e prevenção ao Aedes independe do número de casos", afirma ministro da Saúde

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, garante que o governo está investindo alto no desenvolvimento de pesquisas e vacinas, em fase de testes, para combater as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, dengue, chikungunya e zika vírus

O Dia D, mobilização nacional que reforça as ações de combate e prevenção, que será nesta sexta-feira em todo o país, foi transferido para o dia 9 em SC devido ao momento de luto no Estado.

Até 2013, SC era o único Estado sem nenhum caso autóctone de dengue, chikungunya e zika vírus. Neste ano, houve uma explosão de casos no Estado das três doenças, inclusive com mortes.

Ricardo Barros destacou que o trabalho de combate e prevenção ao Aedes aegypti deve ser permanente, independentemente do número de casos.

Disse que até mesmo os locais onde há registro satisfatório precisam manter a rotina de combate ao mosquito.

Barros explicou ainda que a expectativa para este ano é de estabilidade nos casos de dengue e zika em todo o país.

Ressaltou que o SUS está qualificado e preparado para o atendimento destas pessoas.

Um levantamento aponta que quatro municípios do Estado se encontram em situação satisfatória com relação a surto de dengue, chikungunya e zika em Santa Catarina.  Atualmente, este levantamento é feito a partir da adesão voluntária de municípios. 

Fonte: Rádio Tropical FM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário