quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Pirataria cai em SC, mas classes D e E aumentam o consumo

Com o comércio aquecido, dezembro é sinônimo de lucro para o comércio, mas também um terreno fértil para a venda de pirataria. Os preços mais atraentes dos produtos falsificados ou pirateados em relação ao original motivam as compras para 69,7% destes consumidores, segundo a pesquisa da Fecomércio SC. Os dados foram levantados em Lages, Chapecó, Blumenau, Joinville, Criciúma, Itajaí e Florianópolis e trazem uma radiografia da pirataria em Santa Catarina neste ano.

Repórter: Jessica Bahia Melo 

Fonte:
 Rádio Videira AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário