quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Cesta básica em Florianópolis é uma das mais caras do país

Foram divulgados nesta terça-feira, (06), os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos(Dieese).

E novamente Florianópolis ficou em segundo lugar, mesmo que o custo do conjunto de alimentos básicos tenha diminuído em 25 das 27 capitais em novembro. Em Videira a cesta básica em novembro custou 400,84, pesquisa feita pelo painel de preços Unoesc.

A cesta mais cara no mês passado foi a de Porto Alegre (R$ 469,04), seguida de Florianópolis (R$ 466,25) e São Paulo (R$ 450,39). Os menores valores médios foram registrados em Recife (R$ 353,08) e Natal (R$ 354,59).

Mas nem tudo é ruim. O levantamento mostra que houve reduções nos valores em Boa Vista (-7,35%), Recife (-5,10%), Cuiabá (-4,68%), Salvador (-4,48%), Belo Horizonte (-4,20%) e São Paulo (-4,08%). Como comparativo, o Dieese considerou o valor mais alto (de Porto Alegre) para estimar qual deveria ser o salário mínimo nacional para dar conta da manutenção dos itens mensais, conforme a determinação constitucional.

Para suprir as despesas de uma família de quatro pessoas com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o salário mínimo deveria ser de R$ 3.940,41, valor 4,48 vezes maior que o mínimo atual, que é de R$ 880.

Fonte: Rádio Videira AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário