terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Acusados de chacina em Otacílio Costa são condenados a penas que somam 550 anos de prisão

A apuração de um dos crimes mais bárbaros já registrados pela polícia catarinense, marcado pela frieza dos acusados e incapacidade de defesa das vítimas, teve desfecho na Justiça por meio de uma das sentenças mais rigorosas de que se tem notícia em SC.

Denunciados pelo assassinato de quatro pessoas em Otacílio Costa, Luiz Carlos da Silva e Ademir de Liz foram condenados a penas que, somadas, totalizam 550 anos de prisão.

O crime ocorreu no último mês de janeiro, na comunidade de Fundo do Campo, e repercutiu em todo o Estado.

A aposentada Laurita Muniz da Costa, de 63 anos, e o companheiro dela, Sebastião Pereira, de 57, foram mortos a facadas, dentro de casa. Estuarte Schneider, 51 anos, sobrinho de Laurita, e a filha dele, Evelin, de apenas 8 anos, foram mortos em sequência, também a facadas.

A sentença, assinada pela juíza Monica Mendes na última semana, aponta os crimes de latrocínio, matar para roubar mediante traição, por motivo fútil, de forma a assegurar a impunidade e com uso de tortura.

Ademir recebeu condenação de 268 anos, dez meses e 20 dias de prisão, enquanto Luiz Carlos teve pena de 281 anos, um mês e dez dias. Eles continuam presos e não poderão apelar em liberdade.

Fonte: Rádio Tropical FM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário