quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Mais de 7 mil pessoas são suspeitas de receber Bolsa Família irregular em SC, diz MPF

O Ministério Público Federal (MPF) aponta que em Santa Catarina 7.692 pessoas podem ter recebido o Bolsa Família de maneira irregular. O balanço foi feito a partir de uma análise dos beneficiados entre 2013 e 2016.

O órgão realizou o estudo cruzando informações do Governo Federal, Justiça Eleitoral e Tribunal de Contas. As prefeituras estão sendo notificadas para verificar as condições dos beneficiários e também revisar o cadastro.

Mais de 256 mil são beneficiados pelo Bolsa Família no estado. Pela investigação, quase 3% do total devem ser irregulares. Isso equivale a cerca de R$ 26 milhões desviados em três anos, de R$ 780 milhões pagos no estado.

As secretarias de assistência social dos municípios são responsáveis pela fiscalização e autorização dos beneficiados.

O Bolsa Família atende famílias com renda máxima de R$ 170 por pessoa. A maioria recebe R$ 195 por mês. Em casos extremos, pode sacar até R$ 372.

Joinville, apresenta a maioria dos pagamentos sob suspeita entre os cinco maiores municípios do estado.

Já as cidades de Iomerê e Braço do Trombudo, compõem a lista de municípios catarinenses onde não foram detectadas suspeitas de fraudes.  

Fonte: Rádio Tropical FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário