terça-feira, 22 de novembro de 2016

Joaçaba: Diplomado da Unoesc pretende fazer residência médica nos Estados Unidos

Radamés Ádamo Zuquello, que concluiu o curso de Medicina na Unoesc Joaçaba em dezembro de 2015, esteve em Miami, entre julho e novembro, do ano passado, para realizar intercâmbio. Atualmente, ele busca uma vaga nos programas de residência médica nos Estados Unidos, e pretende fazer Clínica Médica, bem como seguir as áreas de Onco-Hematologia, Cardiologia ou Medicina Intensiva.

Durante o intercâmbio de cinco meses, ele cursou as disciplinas: Oncologia Ambulatorial, Oncologia Hospitalar, Medicina Interna, Cardiologia e Emergência. Radamés Ádamo Zuquello comenta que no período de estágio no Jackson Memorial Hospital, além dos conteúdos ministrados, ele pôde conhecer outro ponto de vista dento da Medicina.

— Foi um grande aprendizado, pude ter uma perspectiva diferente dentro da Medicina, das práticas diagnósticas e do trabalho em equipe — relata.

Ele afirma também que essa experiência é muito importante para a vida acadêmica, por isso recomenda aos estudantes que façam intercâmbio, e deixa algumas dicas para quem quer seguir esse caminho.

— A experiência é muito boa, tanto na parte médica, quanto na experiência de vida, ao conhecer outras pessoas e lugares. E para quem pretende fazer intercâmbio, ler os editais, conhecer os pré-requisitos e se preparar com bastante antecedência, são algumas dicas importantes — ressalta.

Agora, Radamés pretende tentar uma vaga nos programas de residência dos Estados Unidos. Para isso, tentou a revalidação do seu diploma neste país, um processo longo e trabalhoso, mas que deu certo. Hoje, ele mora em Miami, mas viaja toda semana a diferentes estados, para participar das entrevistas.

— No mês de setembro eu recebi o certificado de revalidação do diploma. Foram alguns anos de provas e muitos documentos que precisaram ser assinados para comprovar que o curso de Medicina da Unoesc realmente existia, que a grade curricular era adequada e que eu cursei todas as disciplinas. Com essa certificação, eu estou apto a enviar meu currículo para os hospitais e tentar vagas nos programas de residência — comenta Radamés que já recebeu 13 convites para entrevistas.

Fonte: Dhébora Santiago/Ascom Unoesc

Nenhum comentário:

Postar um comentário