quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Iomerê: Projeto de Lei visa declarar de utilidade Pública o Coral São Luiz

Durante a reunião ordinária desta terça-feira (8) os vereadores de Iomerê votaram dois projetos de Lei e um projeto de decreto de lei. De autoria do prefeito Luciano Paganini, os vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 869 que estima receita e fixa despesa do município de Iomerê para o exercício de 2017. Já de autoria dos vereadores Jacir Devalieri, Airton Fantinel, Geni Falchetti Cossul, Luci Peretti e Renato Lazzari, os parlamentares aprovaram em 1º turno o Projeto de Lei nº 01/2016 que declara de utilidade Pública a Associação Mantenedora do Coral São Luiz de Iomerê. Segundo o documento, com a aprovação, a entidade fica habilitada à obtenção dos direitos e vantagens assegurados as entidades de utilidade pública pela legislação pertinente.

Ainda na justificativa do projeto, os vereadores explicaram que a entidade tem como finalidade apoiar e desenvolver ações que visam o alcance social, a aproximação e cooperação entre os participantes, gerando melhoria na qualidade de vida dos cidadãos iomerenses. E, para continuar implementando as ações dispostas em seu Estatuto, é necessário que a entidade usufrua das vantagens legais inerentes à titulação requerida. O Projeto de lei, que declara de utilidade Pública a Associação Mantenedora do Coral São Luiz de Iomerê volta para segunda votação na sessão do dia 17 de novembro.


Iomerê cria o primeiro Conselho Municipal da Câmara Mirim do Estado

Também durante a sessão de terça-feira (8), o vereador Aleomar Penso (PMDB) apresentou um Projeto de Decreto Lei que dispõe sobre a criação do Conselho Municipal da Câmara Mirim de Iomerê. Segundo ele, a criação do Conselho é inédita em Santa Catarina e vai permitir ainda mais a aproximação dos alunos e professores do Legislativo Municipal. "O objetivo geral da criação do Conselho é promover a interação entre a Câmara Municipal de Iomerê, a sociedade e a escola, permitindo ao estudante compreender o papel do Legislativo Municipal dentro do contexto social em que vive, contribuindo para a formação da cidadania e o entendimento dos aspectos políticos da sociedade onde está inserido", explica Penso.

Para ele, além de estimular a formação de líderes, a Câmara Mirim favorece o entendimento dos estudantes sobre projetos, leis e atividades inerentes à função do vereador, enquanto representante do cidadão junto ao poder público. "Aqui são realizadas discussões e reflexões sobre os problemas da cidade que mais afetam a população. Os estudantes são estimulados a pensar como um vereador e apresentar sugestões para a melhoria da sua rua, da comunidade, do bairro e da cidade", diz ressaltando que a filosofia da Câmara Mirim baseia-se na formação de jovens cidadãos autônomos, reflexivos e críticos, que precisam conhecer e lutar pelos seus direitos de participar da definição e concretização dos rumos da sociedade. O projeto foi aprovado por unanimidade.

E, além da reunião ordinária da Câmara Iomerense, na terça-feira (8) também aconteceu a sessão mensal da Câmara de Vereadores Mirins. Na oportunidade os jovens parlamentares aprovaram a Moção de Parabéns de autoria do vereador Gabriel Pelizzari que parabenizou os organizadores do evento, Dia do Lazer, realizado no último dia 29 de outubro.


Fonte: Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário