terça-feira, 8 de novembro de 2016

Defesa Civil envia quase 40 mil telhas para Fraiburgo

Quase 40 mil telhas foram entregues pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Defesa Civil, as famílias atingidas pelo forte granizo registrado no município de Fraiburgo, no dia 18 de outubro. O balanço final é do Formulário de Identificação de Desastres (FIDE) que apontou que 2160 residências foram afetadas, 11 instalações públicas e 8702 pessoas, sendo que 60 ficaram feridas e duas morreram. Danos na agricultura também foram registrados.

Para o secretário executivo da 9ª Agência de Desenvolvimento Regional, Euro Vieceli, o atendimento foi célere. "A força tarefa equipada para atender o ocorrido foi profissional e ágil, amenizando dessa forma, os prejuízos das pessoas afetadas. O Governador Raimundo Colombo esteve acompanhando de perto, visitando o município e colocando o Estado a disposição" afirmou.

Para agir na recuperação do município após o temporal uma equipe foi montada. Um comando de operações formado por três Coordenadores Regionais da Defesa Civil, Defesa Civil municipal, Corpo de Bombeiros Militar, Batalhão de ajuda humanitária da Polícia Militar e Ambiental, equipe da prefeitura, voluntários e 30 viaturas auxiliaram nos trabalhos. Mais de 100 pessoas ajudaram a distribuir as lonas que a Secretaria de Estado da Defesa Civil enviou 28 rolos de lona logo no início aos afetados. 

Com o protocolo de operações, foi realizado o levantamento de dados dos afetados, e a Defesa Civil procedeu com o enviou cerca de 40 mil telhas de fibrocimento ao município (39.228 telhas). "Num prazo recorde, menos de 4 dias e meio, a equipe conseguiu distribuir todas as telhas e lona", conta o secretário Rodrigo Moratelli. Segundo ele, em menos de dez dias, mais de 95% do trabalho já tinha sido finalizado.

Estrutura do Estado

Santa Catarina está situada numa área geográfica exposta a eventos climáticos e para atuar nesses casos, tem a Secretaria de Estado da Defesa Civil. Para Moratelli, o que aconteceu em Fraiburgo foi uma crise gerada por um evento meteorológico e não se transformou em desastre porque o Estado atuou de maneira rápida. "Isso demonstra que somos um Estado ativo, temos um comando do governador que solicita o atendimento pronto e amplo para todos aqueles que foram afetados e o nosso trabalho visa garantir a integridade física e a proteção da vida de todo catarinense e restabelecimento do cenário", comenta.

O secretário convida a população para acompanhar a previsão do tempo e alertas nas mídias oficias do governo, entre eles do governo SC, Defesa Civil SC e Epagri/Ciram que é o órgão de meteorologia. "Ao receber um alerta, compartilhe com os outros. Também, ao observar um fenômeno meteorológico se formando, procure um lugar seguro", finaliza.



Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário